sicnot

Perfil

Cultura

Helder Moutinho edita novo disco "O manual do coração" em maio

O novo disco de Helder Moutinho, "O manual do coração", a editar a 6 de maio, é constituído exclusivamente por inéditos, sendo todas as letras de João Monge e músicas de diferentes compositores, entre os quais Vitorino e Carlos Barretto.

Mário Laginha assina igualmente uma das composições, assim como João Gil, João Monge, José Medeiros, Luís José Martins, Manuel Paulo, Marco Oliveira, Pedro da Silva Martins e Ricardo Parreira.

"O manual do coração" sucede a "1987", editado em 2013, no qual o artista já gravou, entre outras, composições de João Gil e Marco Oliveira.

Quanto à escolha de João Monge como letrista exclusivo, Helder Moutinho, também poeta, afirmou que os textos do disco foram surgindo de longas conversas, entre o fadista e Monge, "abordando episódios e histórias que lhes aconteceram, pessoalmente ou a amigos".

Desde o início ficou definido que as melodias seriam todas originais. "Acordámos que, assim que cada letra ficasse pronta, o Monge iria ver quem seria 'a cara' desse texto, e depois convidá-lo-íamos para compor a música", contou.

O primeiro convidado foi o açoriano Zeca Medeiros, seguindo-se-lhe Manuel Paulo Felgueiras, Vitorino, João Gil, Pedro da Silva Martins e Luís José Martins - ambos dos Deolinda, e que já compuseram para outros fadistas, designadamente Ana Moura -, depois, Ricardo Parreira, Marco Oliveira, Carlos Barretto e Mário Laginha, estes dois últimos músicos da área do jazz, tendo Laginha já composto para Cristina Branco e Camané.

Helder Moutinho gravou este álbum numa residência artística no Centro Internacional de Musicas e Danças do Mundo Ibérico, Musibéria, em Serpa, entre dezembro do ano passado e janeiro último, com os músicos Ricardo Parreira, na guitarra portuguesa, Marco Oliveira, na viola, e Ciro Bertini, no baixo.

O álbum conta com a participação especial do contrabaixista Carlos Barretto.

"O manual do coração" compõe-se maioritariamente de "fados-canção", embora "alguns temas respeitem a estrutura do fado tradicional", segundo comunicado da produtora.

Uma "fuga" à utilização e valorização das melodias do fado tradicional que tem norteado a sua carreira, era importante neste disco, como referiu o criador de "Que fado é este que trago".

"Mesmo por defender o fado tradicional, não fazia sentido para estas letras voltar a ir buscar fados tradicionais que já tivessem sido gravados muitas vezes. E acredito que alguns destes temas se vão tornar em novos fados tradicionais", afirmou o fadista.

A ideia de "O manual do coração" é uma "coleção de contos", que se vai estender à produção de palco, "com várias histórias à volta de um ponto de encontro que será a sala de espetáculos, que serão maioritariamente deste disco, mas poderão também vir dos anteriores", realçou.

Em vinte anos de carreira, "O manual do coração" é o quinto álbum de Helder Moutinho, que se estreou discograficamente com "Sete fados e alguns cantos" (1999), seguindo-se "Luz de Lisboa" (2004), "Que fado é este que trago" (2008) e "1987" (2013).

Lusa

  • Avião da Qatar Airways aterrou na Base das Lajes devido a emergência médica

    País

    Três passageiros de um voo da companhia aérea Qatar Airways, que teve de aterrar este domingo na Terceira, nos Açores, foram assistidos no Hospital de Santo Espírito, naquela ilha. Fonte da Proteção Civil dos Açores disse que se tratou "de uma aterragem de emergência médica", depois de um passageiro se ter "sentido mal", após "alguma turbulência".

  • O último adeus a Fidel Castro
    1:59

    Fidel Castro 1926-2016

    O funeral de Fidel Castro realiza-se hoje em Santiago de Cuba, berço da revolução, numa cerimónia que encerra os nove dias de luto decretados após a morte do ex-Presidente a 25 de novembro, aos 90 anos.

  • Autarca e duas jornalistas mortas a tiro na Finlândia 

    Mundo

    A presidente da Câmara de Imatra, na Finlândia, e duas jornalistas foram mortas a tiro na noite passada, na pequena cidade do sudeste do país. O incidente aconteceu junto a um restaurante e a polícia chegou ao local pouco depois dos disparos. Um suspeito de 23 anos já foi detido.