sicnot

Perfil

Cultura

Celebra-se hoje o "Record Store Day", pelo vinil e as lojas de música

Com os Metallica como embaixadores, hoje celebra-se o "Record Store Day", uma iniciativa norte-americana que se alargou a outros países, como Portugal, para promover a edição discográfica e a existência de lojas de música independente.

© Luke MacGregor / Reuters

O dia é assinalado sobretudo com o lançamento, quase sempre em vinil, de edições discográficas especiais, raras ou de tiragens pequenas. Do grupo norte-americano Metallica sai um álbum ao vivo, "Liberté, Egalité, Fraternité, Metallica!", gravado em 2003, no Bataclan, em Paris, e as receitas revertem para as vítimas do atentado ocorrido em novembro.

Em Portugal, onde mais de uma dezena de lojas de música se associam à efeméride, destaca-se a edição de "Sumba", álbum que junta o guitarrista Tó Trips (Dead Combo) ao baterista João Doce (Wraygunn). "É um exercício livre, espontâneo, experimental e tribalista", descreve a editora Rastilho Records, que faz uma edição limitada de 333 vinis.

Para assinalar o dia, a Universal Music edita hoje, em vinil, vários álbuns de música portuguesa, como "Só" (1991), de Jorge Palma, "Sex Symbol" (1995), dos Pop Dell'Arte, "Lobos, Raposas e Coiotes" (1999), de Maria João e Mário Laginha, e "Sing me something new" (2003), primeiro álbum a solo de David Fonseca.

A longa lista de edições internacionais que celebram o Record Store Day apresenta discos que vão do rock ao hip hop, da folk ao jazz, de David Bowie a Patti Smith, dos The Kinks a Run the Jewels, dos Ramones a Ravi Shankar, de John Coltrane a Justin Bieber.

De acordo com a Federação Internacional de Indústria Discográfica, que revelou esta semana o relatório anual sobre o mercado discográfico global, as vendas de música em formato vinil aumentaram de 2,7 milhões de euros, em 2006, para 27,8 milhões de euros, em 2015.

O "Record Store Day" foi celebrado pela primeira vez nos Estados Unidos, em 2007.

Lusa

  • Leão de Ouro de Souto de Moura faz "muito bem à alma" dos portugueses
    1:53
  • "Sonho com um futuro melhor", o desejo de um jovem sírio em Portugal
    2:12

    País

    Mais de 50 jovens sírios chegaram esta madrugada a Lisboa, para iniciarem o novo ano letivo, em Portugal. Sonham com um futuro melhor. Sonham com uma educação melhor. Os 54 estudantes vieram ao abrigo do programa lançado pelo antigo Presidente da República, Jorge Sampaio, que nos últimos anos já deu uma nova oportunidade a cerca de 200 alunos.

  • Na linha do triunfo
    16:49
  • Chamas do incêndio no Europa Park na Alemanha atingiram os 15 metros de altura
    0:57