sicnot

Perfil

Cultura

Flores comestíveis "brilham" em mostra gastronómica em Grândola

As flores comestíveis são as "estrelas" de uma mostra gastronómica de cozinha criativa que começa no sábado em 14 restaurantes de Grândola, no distrito de Setúbal, promovida pela câmara municipal, foi hoje divulgado.

Designada "Em Abril Flores Mil", a iniciativa, a realizar até ao dia 01 de maio, combina "arte e cultura culinária" e integra as comemorações do 42.º aniversário do 25 de Abril neste concelho do litoral alentejano.

"As comemorações do 25 de Abril contam pelo, segundo ano, com uma iniciativa esteticamente aliciante e desafiadora dos nossos palatos", referiu a autarquia.

A mostra gastronómica pretende explorar "a coincidência do símbolo" da Revolução de Abril "ser uma flor, o cravo vermelho, das celebrações anuais ocorrerem em plena primavera e das tendências da nova cozinha, que recorrem cada vez mais à inclusão de produtos novos, incluindo as flores comestíveis".

Um total de 14 restaurantes do concelho associou-se à iniciativa, permitindo a degustação de criações culinárias em que "brilham" as flores comestíveis.

Macarrão apimentado com flores, galo estufado em vinho tinto com arroz, cenoura vinagrete e flores, salada de vieiras com mistura de alfaces e flores acompanhada de espumante fresco ou sangria de vinho branco com ervas aromáticas e flores são algumas das iguarias que vão constar das ementas.

Lusa

  • Morreu Miguel Beleza, antigo ministro das Finanças e governador do BdP
    1:34
  • "Estamos a ficar sem espaço. Está na hora de explorar outros sistemas solares"

    Mundo

    O físico e cientista britânico Stephen Hawking revelou alguns dos seus desejos para um novo plano de expansão espacial. Hawking está em Trondheim, na Noruega, para participar no Starmus Festival que promove a cultura científica. E foi lá que o físico admitiu que a população mundial está a ficar sem espaço na Terra e que "os únicos lugares disponíveis para irmos estão noutros planetas, noutros universos".

    SIC

  • Não posso usar calções... visto saias

    Mundo

    Perante a proibição de usar calções no emprego, um grupo de motoristas franceses adotou uma nova moda para combater o calor. Os trabalhadores decidiram trocar as calças por saias, visto que a peça de roupa é permitida no uniforme da empresa para a qual trabalham.

  • De refugiada a modelo: a história de Mari Malek

    Mundo

    Mari Malek chegou aos Estados Unidos da América quando era ainda uma criança. Chegada do Sudão do Sul, a menina era uma refugiada à procura de um futuro melhor, num país que não era o seu. Agora, anos depois, Mari Malek é modelo, DJ e atriz, e vive em Nova Iorque. Fundou uma organização sediada no país onde nasceu voltada para as crianças que passam por dificuldade, como também ela passou.