sicnot

Perfil

Cultura

Hoje assinala-se o Dia dos Monumentos e Sítios dedicado ao desporto

O Dia Internacional dos Monumentos e Sítios é assinalado hoje, sob o lema "Desporto, um património comum", estando previstas atividades em 152 concelhos de todo o país, organizadas por 610 entidades, segundo a Direção-Geral do Património Cultural (DGPC).

Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa.

Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa.

(Reuters/Arquivo)

Entre as várias atividades, a DGPC destaca a Jornada sobre o Património do Desporto em Portugal, na Faculdade de Motricidade Humana (FMH), no Estádio Nacional, na Cruz Quebrada, nos arredores de Lisboa.

Esta jornada "pretende refletir sobre o tema escolhido com os contributos de especialistas de diferentes áreas", nomeadamente, na sessão de abertura, do presidente da FMH, José Alves Diniz, do subdiretor do Património Cultural, David Santos, e de Maria Magalhães Ramalho, presidente do conselho de administração do Conselho Internacional dos Monumentos e Sítios (ICOMOS), de Portugal.

Ao longo do dia participam, entre outros, Anne Stroobant, do Instituto Português do Desporto e Juventude-Museu Nacional do Desporto, Rita Nunes, do Comité Olímpico de Portugal, Deolinda Folgado, da FGPC, e José Manuel Fernandes, da Faculdade de Arquitetura da Universidade de Lisboa.

Outro destaque hoje é o "Open day no Forte de Sacavém", que se localiza nos arredores de Lisboa. De planta irregular, simulado na paisagem, o Forte de Sacavém foi desenhado pelo engenheiro Sanches de Castro, e construído entre 1872 e 1873, sob a orientação do capitão do Exército Eugénio de Azevedo.

Hoje ainda, as entradas são gratuitas nos mosteiros dos Jerónimos, em Lisboa, de Alcobaça e da Batalha, e no Convento de Cristo, em Tomar.

O acesso "à vasta maioria das atividades é gratuito", sendo estas divididas em visitas guiadas/percursos orientados, atividades desportivas, encontros, conferências e seminários, exposições, ateliês lúdicos, oficinas pedagógicas e "workshops", rotas patrimoniais e itinerários culturais, espetáculos artísticos, "peddy" e "rally papers" e jogos tradicionais.

Lusa

  • Vala comum com 6 mil corpos em Mossul
    1:43
  • À redescoberta da Madeira, 16 anos depois
    1:59
  • A menina que os pais queriam chamar "Allah"

    Mundo

    ZalyKha Graceful Lorraina Allah tem 22 meses, anda não sabe ler nem escrever mas já está no centro de um processo judicial contra o Estado da Georgia, nos EUA. Os pais, Elizabeth Handy e Bilal Walk, apoiados por uma ONG, exigem na justiça que o nome seja reconhecido na certidão de nascimento para que a criança possa ser inscrita na escola, na segurança social ou nos registos e notoriado. O casal já tem um filho de 3 anos que se chama Masterful Mosirah Aly Allah.

  • Samsung vai vender modelos reparados do Galaxy Note 7

    Economia

    A Samsung Electronics anunciou hoje que vai vender e alugar telemóveis reparados do modelo Galaxy Note 7 depois de no ano passado a empresa ter decidido suspender a respetiva produção devido a incêndios nas baterrias de íon-lítio.

  • Acidentes em falésias matam 94 pescadores lúdicos

    País

    Mais de 90 pescadores lúdicos morreram nos últimos 19 anos e 137 ficaram feridos em 252 acidentes registados em zona rochosa ou em falésia, a maioria na zona de Lagos, Faro, segundo dados da Autoridade Marítima Nacional.