sicnot

Perfil

Cultura

Nova biografia de Cervantes tenta explicar como nasceu "Don Quixote"

O biógrafo de Miguel de Cervantes, Jordi Gracia, acaba de publicar o resultado da "difícil tarefa" de "tentar entrar na mente" do escritor de "Don Quixote" e explicar como o romance nasceu.

© Susana Vera / Reuters

Assim, Cervantes tem a "sua própria voz" para explicar a sua própria vida, disse Jordi Gracia, em entrevista à agência noticiosa Efe, em Washington, onde participou esta semana nos atos do quarto centenário da morte de Cervantes, organizado pela Embaixada espanhola nos Estados Unidos.

Jordi Gracia (que nasceu em Barcelona em 1965) já tinha escrito sobre a vida de duas figuras espanholas, o escritor Dionisio Ridruejo e o filósofo José Ortega y Gasset, mas quando a editora Taurus publisher encomendou uma nova biografia de Cervantes, queria ir um passo além e oferecer uma "perspetiva interior".

Sob o título "A conquista da ironia", o biógrafo propõe ao leitor "imaginar, ver e sentir" as "verdades, sonhos e frustrações" do escritor, respeitando a ordem em que as experiências aconteceram.

O objetivo do biógrafo era "descobrir o que tinha acontecido" na mente de Cervantes para "começar a forjar um livro tão revolucionário, tão inimaginável e tão inovador como Don Quixote".

Porque o escritor era "um homem de ordem, da fé e do império, defensor da sociedade Católica e do extermínio do infiel" e, no entanto, o seu trabalho mais importante representa "o oposto".

Para o biógrafo, o momento-chave na vida de Cervantes foi o tempo que viveu em Sevilha, quando "descobriu a verdadeira pluralidade de comportamentos, grupos sociais e costumes".

"Lá ele conheceu as prostitutas, os ladrões,uma igreja corrupta (...). Em Sevilha conheceu tudo, nascendo dentro dele um desejo de contar", acrescentou.

Para Jordi Gracia, o mais importante de Cervantes é que "prefigurou o mundo moderno antes do mundo moderno existir", algo que inclui os fenómenos de "relativização, dramatização e assumir que há realidades simultâneas e incompatíveis".

Transportando essa realidade para os personagens de Don Quixote e Sancho, que são tanto " ridículos e admiráveis, heroicos e patéticos, idiotas e inteligentes".

Lusa

  • Marco Silva vai treinar o Watford

    Desporto

    O treinador português Marco Silva assinou contrato com o Watford, da Liga Inglesa. O emblema que terminou a última Premier League na 17ª posição, a última antes dos lugares de descida, ganhou assim a corrida ao Crystal Palace e ao FC Porto, que também tentaram contratar o técnico.

  • "A maior conquista foi construir estabilidade"
    2:14

    Economia

    António Costa voltou esta sexta-feira a garantir que a partir de junho nenhum subsídio de desemprego será inferior a 421 euros por mês. O primeiro-ministro falava nas jornadas parlamentares do PS, onde afirmou que a estabilidade é a maior conquista deste Governo.

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11
  • Uma foto para a história

    Mundo

    As mulheres dos líderes mundiais que se reúnem nas cimeiras da NATO posam para a fotografia oficial das primeiras-damas. A deste ano é histórica. Pela primeira vez, há um marido de um primeiro-ministro entre as nove mulheres. Trata-se de Gauthier Destenay, casado com o líder do Luxemburgo.