sicnot

Perfil

Cultura

Orquestra Gulbenkian inicia digressão com o pianista Mário Laginha

A Orquestra Gulbenkian, dirigida pelo maestro Pedro Neves, inicia hoje, no Theatro Circo, em Braga, uma digressão com o pianista Mário Laginha.

"Esta digressão faz parte de uma série de deslocações que tem levado a Orquestra Gulbenkian a municípios como Marvão, Setúbal, Almada, Coimbra, Alcobaça e Barcelona, onde tocou no Palau de la Música Catalana", disse a Fundação Calouste Gulbenkian, em comunicado.

A Orquestra apresenta um programa constituído pela Abertura Sinfónica n.º 3, de Joly Braga Santos, a Sinfonia n.º 5, de Ludwig van Beethoven, e o Concerto para piano e Orquestra, de Mário Laginha, obra estreada em 2009, no 31.º Festival Internacional de Música do Algarve.

Depois do Theatro Circo, na capital minhota, a Orquestra Gulbenkian, com o pianista Mário Laginha, atua na quinta-feira, no Teatro de Vila Real, na sexta-feira, na Sé Catedral de Viseu, e na sexta-feira e no sábado, no Cine-Teatro Avenida, em Castelo Branco.

No âmbito do seu 50.º aniversário, a Orquestra Gulbenkian gravou três CD, entre 2012 e 2013, com instrumentistas da orquestra como solistas, sob a direção de Lawrence Foster, Joana Carneiro e Pedro Neves.

Joana Carneiro é, desde 2006, maestrina convidada da Orquestra Gulbenkian e Susanna Mälkki, maestrina convidada principal, desde 2013, ano em que Paul McCreesh foi nomeado maestro titular da Orquestra.

Mário Laginha, 56 anos, estudou piano na escola de jazz Louisiana, em Cascais, dirigida por Luís Villas-Boas, na Academia de Amadores de Música e, posteriormente, no Conservatório Nacional, em Lisboa, com os professores Carla Seixas e Jorge Moyano.

Pianista com ampla atividade na área do jazz, tem feito incursões na música erudita, como a colaboração com a Orquestra Metropolitana de Lisboa, em 2009, em que apresentou composições suas, inspiradas em peças de Chopin.

O músico apresentou-se com Bernardo Sassetti (1970-2012) e Pedro Burmester, e tem feito várias incursões no fado, tendo composto, entre outros, para Camané, Cristina Branco e, mais recentemente, Hélder Moutinho.

Lusa

  • A história de João Ricardo
    10:37
  • Parceiros sociais começam hoje debate sobre salário mínimo

    Economia

    Os parceiros sociais reúnem-se hoje com o ministro do Trabalho, Vieira da Silva, para iniciarem a discussão sobre a atualização do salário mínimo para o próximo ano, com as centrais sindicais e confederações patronais a assumirem posições divergentes.Em cima da mesa estarão as propostas das centrais sindicais, com a CGTP a exigir 600 euros a partir de janeiro de 2018 e a UGT a reivindicar 585 euros como ponto de partida para a negociação.

  • Os 72 golos de mais uma noite de Liga Europa

    Liga Europa

    Os 16 avos-de-final da Liga Europa começam a ganhar forma. São já 16 as equipas apuradas para a próxima fase da competição, entre elas o Sporting de Braga, que somou mais uma vitória. Em sentido inverso, o Vitória de Guimarães saiu derrotado de Salzburgo e ficou mais longe da qualificação. A 5.ª jornada da fase de grupos jogou-se esta quinta-feira e ao todo marcaram-se 72 golos. Estão todos aqui, para ver ou rever.

  • "No fim, logo se vê" se foram quatro anos de uma legislatura perdida
    1:28

    País

    Pedro Passos Coelho acusa o Governo de perder uma legislatura. O presidente do PSD diz que "no fim, logo se vê" se foram ou não quatro anos de oportunidade perdida para o país. No último Conselho Nacional antes das eleições diretas do partido, Passos acusou o Executivo de perder o rumo e apontou os casos do Infarmed e do aumento do preço da água como exemplos de desorientação.

  • Marcelo apoia novo Mecanismo Europeu de Proteção Civil
    0:44

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa considera o novo Mecanismo de Proteção Civil uma ideia muito boa, que tem todo o apoio do Governo e do Presidente da República. Marcelo apenas lamenta que o modelo não existisse durante os incêndios deste ano.