sicnot

Perfil

Cultura

Terceira edição do Trampolim Gerador leva mais de 60 iniciativas culturais ao bairro lisboeta da Mouraria

O bairro lisboeta da Mouraria vai acolher a terceira edição do Trampolim Gerador, promovendo mais de 60 iniciativas culturais de acesso gratuito, no dia 14 de maio, das 15:00 às 24:00, com concertos, teatro, cinema, poesia, dança e gastronomia.

(Arquivo)

(Arquivo)

Francisco Seco / AP

Sob o mote "Cultura portuguesa a dar o salto", o evento pretende proporcionar "uma experiência de descoberta cultural e artística" na Mouraria, disse à agência Lusa o mentor do projeto, Miguel Bica.

"A ideia é que as pessoas tenham uma experiência múltipla", através de "um conjunto muito grande de iniciativas, de um leque muito eclético", reforçou o responsável.

O Trampolim Gerador na Mouraria vai ter atividades a decorrerem em mais de 30 espaços diferentes deste bairro de Lisboa, desde o famoso Largo da Severa à Igreja da Nossa Senhora do Socorro, passando pelo Zé da Mouraria ou pelo Chinês Clandestino, até ao Edifício do Inatel.

O desafio da descoberta prende-se com a ideia de que "em cada esquina pode estar uma exposição interessante ou uma pessoa a fazer arte urbana, ou um ilustrador a fazer banda desenhada, ou um poeta a declamar poemas, ou um teatro numa varanda de um restaurante chinês ou numa garagem, ou um ciclo de cinema num ginásio", explicou Miguel Bica.

O Trampolim Gerador visa "democratizar e descodificar aquilo que é cultural e trabalhar a cultura como identidade portuguesa", afirmou o mentor do projeto, considerando que todos os cidadãos devem ter acesso à cultura, uma palavra que tem que perder o elitismo que lhe está associado.

De acordo com Miguel Bica, o bairro da Mouraria é a maior expressão da multiculturalidade na cidade de Lisboa, com "uma mistura cultural de muitos sítios do mundo", apresentando-se com o "palco perfeito" para receber "mais de 150 artistas, da Mouraria e do país inteiro".

Durante toda a tarde de 14 de maio, o Trampolim Gerador vai ter "música, performances ao vivo, teatro, fotografia, arte urbana, artes plásticas, oficinas, cinema, gastronomia, visitas guiadas e muito humor, pela mão de vários artistas convidados e com um amplo envolvimento da comunidade local".

Entre os destaques na programação do evento encontram-se o concerto intimista de JP Simões na escadaria do Largo do João do Outeiro, o funaná dos Celeste/Mariposa, o espetáculo de teatro "Escuridão Bonita" às escuras numa garagem, assim como a poesia na Igreja Nossa Senhora do Socorro, com Carla Chambel, Vicente Alves do Ó e Filomena Cautela.

Miguel Bica disse que o objetivo "é que seja um evento para todos", com atividades para crianças, jovens e adultos.

"O Trampolim Gerador está feito para se modificar e para se deixar absorver pelo espaço que o acolhe", afirmou o mentor do evento, referindo que o projeto começou com uma edição zero no Largo de São Paulo, depois realizou a primeira edição na Praça das Flores, saltando depois para a segunda edição no Príncipe Real.

O objetivo é realizarem-se duas edições do Trampolim Gerador por ano, saltando de um sítio para o outro em cada edição. Está, por isso, a ser "cozinhada" a quarta edição, que será também este ano, após a visita pelo bairro da Mouraria.

A organização do evento cabe ao Gerador, plataforma de ação e comunicação para a cultura portuguesa que promove autores e entidades ligadas à arte, ao cinema, à literatura, à banda desenhada, aos costumes populares e aos ofícios nacionais.

Lusa

  • Confirmados dois novos casos de legionella

    Legionella

    Dois novos casos de legionella foram esta quarta-feira confirmados. A informação foi avançada em comunicado pela Direção-Geral da Saúde. Tratam-se de duas pessoas com mais de 80 anos, internadas no Hospital São Francisco Xavier e no Egas Moniz, ambas em situação clínica estável.

  • Quem é o novo Presidente do Zimbabué?
    2:15

    Mundo

    Emmerson Mnangagwa é o sucessor de Robert Mugabe que regressou esta quarta-feira da África do Sul, onde estava refugiado. No primeiro discurso, o Presidente do Zimbabué falou de uma nova democracia no país. Mnangagwa, conhecido como crocodilo, é suspeito de atrocidades na guerra civil pós-independência. 

  • Diminuem as hipóteses de salvar os tripulantes a bordo do submarino argentino
    3:09

    Mundo

    As hipóteses de salvar os tripulantes a bordo do submarino argentino, desaparecido há 8 dias, começaram a diminuir, uma vez que o chamado "tempo de segurança" já foi ultrapassado. A Marinha portuguesa está a acompanhar o caso do submarino que está desaparecido há oito dias. As hipóteses de salvar os tripulantes vão diminuindo.

  • Comprar um carro em segunda mão sem ser enganado 
    8:44
  • O que aprendemos com secas anteriores?
    32:50