sicnot

Perfil

Cultura

Axl Rose promete não faltar ao respeito do vocalista dos AC/DC

Axl Rose garante que o seu papel nos AC/DC não significa "nenhum desrespeito" a Brian Johnson, o vocalista da banda australiana, afastado por um problema de surdez. Axl vai cantar com os AC/DC na digressão Rock or Bust, a experiência começa este sábado, aqui em Portugal.

Axl Rose

Axl Rose

© Scanpix Sweden / Reuters

Em entrevista à rádio BBC 6 Music, o vocalista dos Guns N' Roses disse que é um grande fã de Brian Johnson e quer "fazer-lhe justiça".

"Estou feliz e animado por um lado, mas acho que seria inadequado estar a celebrar, por outro lado, à custa de outra pessoa", disse Axl Rose.

A conselho dos médicos, Johnson deixou de atuar ao vivo, sob pena de ficar surdo para sempre. Axl Rose vai juntar-se aos AC/DC para os concertos previstos na Europa e o primeiro é amanhã no Passeio Marítimo de Algés, junto a Lisboa. A entrada, ainda que temporária, de Axl na banda levou ao protesto de muitos fãs.

Segundo o próprio, foi de Axl Rose a ideia de se juntar aos AC/DC, para os ajudar a finalizar a digressão. "Liguei-lhes no dia que li nas notícias o que se passava com a audição do Brian", disse à BBC.

Quanto à sua prestação como vocalista, admite que não sabia se conseguiria cantar alguns dos temas míticos da banda. "Muitos dos temas de Back In Black são um desafio, não estou aqui para desrespeitar o Brian, não posso afastar-me do seu modo de cantar", garantiu.

  • Resgatada mais uma criança com vida após sismo em Itália
    0:30
  • Ilibados trabalhadores castigados por consulta de dados fiscais

    País

    Os funcionários da Autoridade Tributária, que tinham sido castigados por terem consultado dados fiscais, foram absolvidos. O jornal Público avançou hoje que as orientações contra as sanções a aplicar aos funcionários partiram do ex-secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Rocha Andrade.

  • Brasileiros procuram Portugal
    3:59

    País

    Viver em Portugal é hoje em dia um grande sonho da classe média brasileira. De acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, só em 2016, o número de vistos de residência aumentarem em mais de 30%. A língua, a segurança e a qualidade de vida são as razões apontadas para a mudança. Todos os dias, no consulado português no Rio de Janeiro, para a obtenção de vistos.

  • Repórteres fazem relato impressionante dos acontecimentos em Charlottesville
    3:40