sicnot

Perfil

Cultura

Axl Rose promete não faltar ao respeito do vocalista dos AC/DC

Axl Rose garante que o seu papel nos AC/DC não significa "nenhum desrespeito" a Brian Johnson, o vocalista da banda australiana, afastado por um problema de surdez. Axl vai cantar com os AC/DC na digressão Rock or Bust, a experiência começa este sábado, aqui em Portugal.

Axl Rose

Axl Rose

© Scanpix Sweden / Reuters

Em entrevista à rádio BBC 6 Music, o vocalista dos Guns N' Roses disse que é um grande fã de Brian Johnson e quer "fazer-lhe justiça".

"Estou feliz e animado por um lado, mas acho que seria inadequado estar a celebrar, por outro lado, à custa de outra pessoa", disse Axl Rose.

A conselho dos médicos, Johnson deixou de atuar ao vivo, sob pena de ficar surdo para sempre. Axl Rose vai juntar-se aos AC/DC para os concertos previstos na Europa e o primeiro é amanhã no Passeio Marítimo de Algés, junto a Lisboa. A entrada, ainda que temporária, de Axl na banda levou ao protesto de muitos fãs.

Segundo o próprio, foi de Axl Rose a ideia de se juntar aos AC/DC, para os ajudar a finalizar a digressão. "Liguei-lhes no dia que li nas notícias o que se passava com a audição do Brian", disse à BBC.

Quanto à sua prestação como vocalista, admite que não sabia se conseguiria cantar alguns dos temas míticos da banda. "Muitos dos temas de Back In Black são um desafio, não estou aqui para desrespeitar o Brian, não posso afastar-me do seu modo de cantar", garantiu.

  • Um retrato devastador do "pior dia do ano"
    2:47
  • Um olhar sobre a tragédia através das redes sociais
    3:22
  • "Estão a gozar com os portugueses, esta abordagem tem de mudar"
    6:45

    Opinião

    José Gomes Ferreira acusa as autoridades e o poder político de continuarem a abordar o problema da origem dos fogos de uma forma que considera errada. Em entrevista, no Primeiro Jornal, o diretor adjunto da SIC, considera que a causa dos fogos "é alguém querer que a floresta arda". José Gomes Ferreira sublinha que não se aprendeu com os erros e que "estão a gozar com os portugueses".

    José Gomes Ferreira

  • "Os portugueses dispensam um chefe de Governo que lhes diz que isto vai acontecer outra vez"
    6:32

    Opinião

    Perante o cenário provocado pelos incêndios, os portugueses querem um chefe de Governo que lhes diga como é que uma tragédia não volta a repetir-se e não, como disse António Costa, que não tem uma fórmula mágica para resolver o problemas dos fogos florestais. A afirmação é de Bernardo Ferrão, da SIC, que questiona ainda a autoridade da ministra da Administração Interna para ir a um centro de operações, uma vez que é contestada por toda a gente.

  • Portugal precisa de "resultados em contra-relógio, após décadas de desordenamento florestal"
    1:18