sicnot

Perfil

Cultura

Cartaz do Festival de Músicas do Mundo de Sines com oito novos nomes

David Murray Infinity Quartet, Saul Williams, Paulo Flores, DJ Satelite, Mo Laudi, Fumaça Preta, Germán López, 1982 e Nine Treasures são os novos nomes, anunciados esta terça-feira, do cartaz do Festival de Músicas do Mundo em Sines.

A 18.ª edição do FMM realiza-se de 22 a 30 de julho próximo, em Porto Covo e Sines, e, a estes nove nomes, juntam-se os já anunciados: o percussionista tunisino Imed Alibi, o músico rock argelino Speed Caravan, os egípcios Islam Chipsy & E.E.K., o cantor franco-libanês Bachar Mar-Khalifé, o duo arménio-turco duo Vardan Hovanissian & Emre Gültekin, o quarteto vocal da Geórgia Alaverdi, as ucranianas Dakh Daughters e a banda estónia Trad.Attack!.

Do cartaz fazem também parte os músicos Pat Thomas & Kwashibu Area Band, Moh! Kouyaté, Mbongwana Star, Konono n.º1, Khaira Arby, Danyèl Waro, Bitori e Bamba Wassoulou Groove, todos de tradição musical africana, assim como o cabo-verdiano Bitori.

A lista de atuações conhecida completa-se com Alibombo (Colômbia), Billy Bragg (Reino Unido), Bixiga 70 (Brasil), BNegão & Seletores de Frequência (Brasil), Graveola (Brasil), Juana Molina (Argentina), Los Pirañas (Colômbia), Systema Solar (Colômbia), The Comet is Coming (Reino Unido) e The Unthanks (Reino Unido).

David Murray Infinity Quartet, com Saul Williams, é "o encontro entre um mestre do jazz e um poeta da cena hip-hop nova-iorquina", segundo a mesma fonte.

O saxofonista David Murray é "considerado um dos maiores da sua geração", com mais de 130 discos editados em 40 anos de carreira. "Nos últimos anos, (o músico) tem apostado em criações colaborativas com músicos africanos, latinos e afro-americanos". Saul Williams é um poeta, ator e cantor que "se tem notabilizado nas 'slams' de poesia de Nova Iorque".

De Angola vêm Paulo Flores e DJ Satelite. Autor, compositor e intérprete, Paulo Flores "é uma referência da música urbana de Angola" e soma 28 anos de carreira, "pontuados por mais de uma quinzena de discos".

Aos 16 anos gravou a canção "Cherry", que "esteve na origem de um novo género musical, a quizomba".

"Será porém noutro estilo, o semba, que mais se destacará; hoje inscreve o seu trabalho na valorização do património musical angolano, com abertura aos blues, à soul e a outros géneros da música afro-americana".

DJ Satelite é "um dos principais impulsionadores do afro-house e do kuduro nos países de língua portuguesa, e na cena internacional".

Mo Laudi é um DJ, MC e produtor sul-africano, que tem contribuído para divulgar música de dança onde a eletrónica se cruza com os ritmos tradicionais africanos. Especializou-se em DJ sets cheios de energia, que juntam house sul-africano, deep house, kwaito e afrobeat. A interação com o público é uma forma de arte que aperfeiçoou como parte dos projetos Radioclit, The Very Best, The Weapons e da banda Smadj. As suas festas de kwaito marcaram a noite de Londres no início dos anos 2000, recorda a organização. Atualmente, vive em Paris.

O grupo Fumaça Preta é definido pela organização como "uma aventura tropical psicadélica iniciada num estúdio de Amesterdão mas com fundo essencialmente latino e africano".

A banda é liderada pelo produtor e percussionista luso-venezuelano Alex Figueira, acompanhado por dois músicos britânicos, Stuart Carter (guitarras, Moog e órgão) e James Porch (baixo).

Os músicos contam já com dois álbuns, um homónimo, editado em 2014, e "Impuros fanáticos", saído este ano.

Os Wesli Band são um grupo de afro-reggae liderado pelo multi-instrumentista, cantor e compositor haitiano Wesli.

A residir em Montreal, no Canadá, desde 2001, o grupo "emana um som festivo que combina dancehall, afrobeat, rara, kompa, funk, merengue e jazz".

Germán López é "um intérprete de timple e um divulgador da música instrumental", do arquipélago espanhol das Canárias.

Em Sines é acompanhado pelo guitarrista Antonio Toledo, e "combina flamenco, estruturas rítmicas da África ocidental, o espírito do jazz e uma aproximação moderna às músicas das ilhas".

O timple é um instrumento da família do cavaquinho, esclarece o Festival.

O trio 1982, da Noruega, é constituído por harmónio, bateria e hardingfele, "um instrumento parecido com o violino, usado no folclore norueguês". Trata-se de um grupo de "música improvisada contemporânea, com um fundo de música tradicional norueguesa".

Nine Treasures é uma banda de folk metal com origens na região chinesa da Mongólia Interior. O grupo é formado por Tsog (morin khuur), Ding Kai (bateria), Askhan (voz e guitarras), Aoger (baixo e voz) e Wiils (balalaika), que começaram a tocar juntos em Pequim, no final de 2010. Em 2012 editaram o álbum de estreia, "Arvan ald guulin honshoor".

Lusa

  • Os dias na Terra estão a ficar mais longos

    Mundo

    Os dias estão a tornar-se mais longos, mas impercetivelmente, porque vão ser precisos 6,7 milhões de anos para aumentarem um minuto, segundo um estudo publicado quarta-feira pela Proceedings A da Royal Society britânica.

  • Leica: a marca lendária entre os fotógrafos
    5:54