sicnot

Perfil

Cultura

Jornal oficial chinês destaca faceta romântica de Lisboa

O principal jornal oficial chinês de língua inglesa, o China Daily, dedica hoje uma extensa reportagem a Lisboa, que descreve como uma "cidade para apaixonados", e homenageia a riqueza arquitetónica e histórica da capital portuguesa e de Sintra.

Palácio da Pena, em Sintra (Arquivo)

Palácio da Pena, em Sintra (Arquivo)

© Rafael Marchante / Reuters

"A sua estética apela igualmente a casais apaixonados e aficionados da arquitetura", aponta o jornal, num texto assinado pelo jornalista Erik Nilsson e acompanhado de fotografias do Palácio da Pena e do Castelo dos Mouros, em Sintra.

"Talvez a característica mais marcante da paisagem de Lisboa resida nos geométricos padrões coloridos que irradiam de edifícios cobertos por azulejos", descreve o ator.

Numa alusão à "encantadora miscelânea de construções que colidem contra a costa oceânica como ondas", Nilsson retrata ainda "o poliamor entre o neogótico, neoárabe, neobarroco, neoclássico, art déco, arte nova e estruturas medievais".

E prossegue com uma descrição do Castelo dos Mouros e a sua área circundante: "Florestas de uma biodiversidade em flor", que no "espírito do pensamento romântico, nunca foram arranjadas".

Também o Palácio da Pena é descrito com louvores: "Um santuário de romantismo", escreve Nilsson, que em março passado assinou um texto sobre o Porto e o Vale do Douro.

Neste caso, o autor destacou a cultura vinícola do Norte de Portugal, com vivas descrições do Alto Douro Vinhateiro e das paisagens que preenchem o percurso até à Ribeira portuense.

Fundado no início da década de 1980, o China Daily é o mais antigo jornal oficial chinês de língua inglesa, com edições diárias no continente, em Hong Kong e nos Estados Unidos da América, e edições semanais para a Europa e África.

Lusa

  • PS acusa PSD e CDS de falta de agenda política
    1:01

    Caso CGD

    O PS considera o anúncio desta nova comissão parlamentar de inquérito à Caixa Geral de Depósitos um ataque doentio de PSD e CDS ao ministro das Finanças, que visa apenas desviar as atenções dos bons resultados da economia portuguesa. O deputado socialista João Paulo Correia diz que falta agenda política aos partidos de direita.

  • "Fiz coisas de que me envergonho"
    2:31
  • Mulheres heterossexuais têm menos orgasmos que as lésbicas

    Mundo

    As mulheres heterossexuais têm menos orgasmos que as lésbicas ou bissexuais, ou mesmo que todos os homens hetero, homo ou bissexuais. O estudo que dá conta desta realidade revela também o que fazer para aumentar as hipóteses de uma mulher alcançar um orgasmo.