sicnot

Perfil

Cultura

Dia dos Museus celebrado com entradas gratuitas e programas culturais

O Dia Internacional dos Museus, dedicado este ano à relação destes espaços com a paisagem cultural, celebra-se na quarta-feira com entrada livre em museus, palácios e monumentos, e uma programação de visitas, ateliês e encenações históricas.

Antes do Daesh: Museu de Palmira, abril, 2008

Antes do Daesh: Museu de Palmira, abril, 2008

© Omar Sanadiki / Reuters

Instituído pelo ICOM -- Conselho Internacional de Museus, o Dia Internacional dos Museus tem este ano como tema "Museus e paisagens culturais", visando promover a ideia de museu enquanto centro territorial de uma proteção ativa da paisagem cultural.

Enquanto no dia 18 de maio, quarta-feira, os museus, palácios e monumentos da tutela da Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) têm entrada livre, na Noite dos Museus, a 21 de maio, estarão abertos gratuitamente a partir das 17:30.

Cerca de 44 concelhos do país aderem às celebrações, nos seus 79 museus, monumentos e palácios, participando com dezenas de atividades como visitas guiadas, exposições, ateliês, teatro, palestras, concertos e lançamentos de livros, entre outras.

Em Lisboa, o Museu Nacional dos Coches promove, entre as 10:00 e as 17:30, o "Passeio Real por Belém", que faz um percurso pela zona histórica de Belém em charrete, com partida do novo edifício.

Também na capital, mas no dia 21 de maio, Noite dos Museus, às 18:00, o Museu da Água realiza "Os fantasmas do Loreto", uma visita comentada na galeria subterrânea do Loreto, com animação histórica que irá percorrer 1,2 quilómetros, entre o reservatório da Mãe d'Água, das Amoreiras, e o Reservatório da Patriarcal, no jardim do Príncipe Real.

Nas Caldas da Rainha, a 18 de maio, às 11:00, o Museu de José Malhoa faz uma visita à descoberta das obras e dos artistas representados na exposição de escultura ao ar livre, contando todas as histórias por detrás das peças, e o seu contributo na paisagem envolvente.

Na localidade de Barcarena, concelho de Oeiras, o Museu da Pólvora Negra organiza, a 21 de maio, às 15:00, o programa "A Fada do Fogo e os Piratas", para o público infantil, com a criação de um fantoche.

Também nesse dia, em Guimarães, o Museu de Alberto Sampaio inicia, às 22:00, uma visita às suas coleções, que incluem 12 tesouros nacionais.

O Museu de Lanifícios da Universidade da Beira Interior, na Covilhã, vai dar acesso livre, durante todo o dia de 18 de maio, aos dois núcleos museológicos: a tinturaria setecentista e pombalina da Real Fábrica de Panos, no período pré-industrial e manufatureiro, e a evolução da manufatura/maquinofatura para a mecanização dos lanifícios, na Real Fábrica Veiga.

Na Noite dos Museus, o Museu Municipal de Faro apresenta, a partir das 21:30, uma encenação intitulada "O saco do homem do saque", a propósito dos 420 anos sobre os ataques das tropas inglesas à cidade.

Lusa

  • Portugal com 3.ª maior dívida pública da UE

    Economia

    A dívida pública recuou, em termos homólogos, na zona euro e na União Europeia (UE), no primeiro trimestre, tendo Portugal registado a terceira maior dos 28 (130,5%), depois da Grécia e de Itália, divulga hoje o Eurostat.

  • Crianças no Daesh - 2ª Parte
    23:43
  • Montenegro e o futuro do PSD: "Não vou pedir licença para avançar"
    1:41

    País

    Luís Montenegro admite que se achar que é a pessoa ideal para a liderança do PSD, não vai pedir licença a ninguém para avançar. Em entrevista à SIC Notícias, o ex-líder parlamentar do PSD diz que está ao lado de Passos Coelho mas sublinha que é importante que haja uma clarificação na liderança do partido.

    Entrevista SIC Notícias

  • "Estes engenheiros não tiveram formação para exercer arquitetura"
    7:00

    País

    O Parlamento aprovou esta quarta-feira as propostas do PSD e do PAN para devolver aos engenheiros a possibilidade de assinarem projetos de arquitetura. Os aquitetos discordam da medida. José Manuel Pedreirinho, presidente da Ordem dos arquitetos, esteve na Edição da Noite da SIC Notícias para falar sobre o assunto.

    Entrevista SIC Notícias

  • "Foi uma grande honra ser deputado"
    1:23

    País

    Alberto Martins vai deixar a vida política, o socialista renunciou esta quarta-feira ao cargo de deputado, que ocupava há 30 anos, com algumas interrupções. Alberto Martins desempenhou funções de ministro da Reforma do Estado no segundo Governo de António Guterres, e de ministro da Justiça no segundo Executivo liderado por josé Sócrates. O socialista vai ser substituído por Hugo Carvalho.