sicnot

Perfil

Cultura

Museu de Arte Antiga exibe autorretrato de Dürer da coleção do Prado

O autorretrato do artista alemão Albrecht Dürer (1471-1528) cedido pelo Museu do Prado, em Madrid, vai estar em exibição no Museu Nacional de Arte Antiga (MNAA), em Lisboa, a partir de quarta-feira, anunciou hoje a entidade.

Museu del Prado

A inauguração da exposição está prevista para as 12:00 no MNAA, onde será apresentada esta obra em óleo sobre madeira criada em 1498, uma das mais destacadas imagens do artista, conhecido por deixar um importante conjunto de autorretratos.

Nascido em Nuremberga, em 1471, Albrecht Dürer era filho de um ourives de origem húngara e os seus retratos a óleo encontram-se dispersos por museus como o Louvre de Paris, de 1493, e a Alte Pinakothek de Munique, datado de 1500.

Nesta obra vinda do Prado para o MNAA, Dürer representou-se aos 27 anos de idade, em pose elegante a três quartos, ligeiramente apoiado no parapeito de uma janela aberta sobre um vale, recortado no sopé de uma cordilheira de cumes nevados.

Além das pinturas, Albrecht Dürer deixou longos apontamentos autobiográficos escritos ao longo da vida oferecem, segundo os especialistas, uma das mais completas imagens de um artista do Renascimento europeu.

A apresentação da obra vai estar a cargo de Alejandro Vergara, conservador do Museu do Prado, em Madrid, que cedeu o autorretrato em troca do tríptico "Tentações de Santo Antão", da coleção do MNAA, para ser exibido na grande exposição dedicada a Hieronymus Bosch (1450-1516) que inaugura a 31 de maio.

"Tentações de Santo Antão", a obra mais importante da coleção de pintura europeia do MNAA, vai figurar entre os 25 quadros de Hieronymus Bosch (1450-1516), ou a ele atribuídos, que a exposição "El Bosco: La exposición del centenário" apresentará no Museu do Prado, a partir de 31 de maio.

Lusa

  • "O que é isto, mamã?"
    36:23
  • Parlamento debate uso de animais no circo: as posições do PCP, Bloco e PAN
    2:03
  • ONU analisa proposta do Egito que visa anular decisão de Trump sobre Jerusalém
    1:27

    Mundo

    O Conselho de Segurança das Nações Unidas está a analisar um projeto de resolução que pretende rejeitar a decisão de Donald Trump de reconhecer Jerusalém como capital oficial de Israel. O projeto de resolução, proposto pelo Egito, deverá ser votado amanhã mas vai, seguramente, contar com o voto contra dos Estados Unidos.