sicnot

Perfil

Cultura

Hollywood Vampires homenageiam gurus do rock no Rock in Rio

Os músicos Alice Cooper e Joe Perry e o ator Johnny Depp vão estar na sexta-feira no festival Rock in Rio Lisboa, enquanto Hollywood Vampires, grupo que fundaram em homenagem ao rock n'roll e aos seus excessos.

© Mario Anzuoni / Reuters

Criado há um ano, o grupo editou um álbum, feito sobretudo de versões, e deu alguns concertos, mas a primeira grande digressão acontecerá a partir deste mês, com passagem na sexta-feira pelo Rock in Rio Lisboa, no Parque da Bela Vista.

"Queremos deitar a casa abaixo", afirmou o guitarrista Joe Perry, dos Aerosmith, em entrevista à agência Lusa. A propósito da presença do ator Johnny Depp no grupo avisou: "Quando ultrapassarem o choque de o verem em palco, vão perceber que é um excelente guitarrista".

Os Hollywood Vampires surgiram como forma de homenagear um grupo de amigos que, na década de 1970, se reunia em torno do álcool e das drogas num clube em Los Angeles, nos Estados Unidos. Por lá passaram Marc Bolan, John Belushi, Ringo Starr ou John Lennon.

O clube ainda existe, mas do grupo fundador que se juntava então para beber, Alice Cooper é hoje um dos poucos sobreviventes. "Os músicos morrem, mas a música deles fica para sempre, por isso a ideia é recordar todos esses génios", disse Joe Perry.

Embora tenham composto um par de temas originais, a verdade é que os Holllywood Vampires se sustentam em versões de músicas rock de nomes emblemáticos como The Who, The Doors, Led Zeppelin, T.Rex, Rolling Stones e Jimi Hendrix.

"Um livro pode ser lido em qualquer altura, uma pintura perdura no tempo, mas há algo em tocar uma música ao vivo que dá toda uma outra carga à vida de um músico, em particular a tipos como nós, que já andam nisto há tanto tempo", disse Joe Perry, 65 anos.

O álbum dos Hollywood Vampires, homónimo, contou com muitas colaborações de peso, entre as quais Paul McCartney, Dave Grohl, Slash, Brian Johnson e Perry Farrell. Na digressão que passará por Lisboa, o trio contará com Matt Sorum (Guns n'Roses), Robert DeLeo (Stone Temple Pilots), Tommy Henriksen (Alice Cooper) e Bruce Witkin (The Kids).

O mais difícil foi conseguir conciliar as agendas de todos para estes concertos, em particular por causa do ator Johnny Depp. "Foi incrível ter conseguido pôr de pé uma digressão. Vamos aproveitar todos os momentos em que estivermos juntos", incluindo para gravar, disse o músico.

Para Joe Perry, este será um regresso a Portugal, onde atuou pela primeira vez na década de 1970 e onde disse sentir sempre uma ligação especial com o público, talvez por razões familiares, já que é descendente de madeirenses, do lado paterno. "Não falo português, mas o meu sangue é", disse.

Joe Perry lamentou nunca ter estado na Madeira, mas que a hipótese de fazer uma viagem de férias ao arquipélago já foi abordada pela mulher. "Talvez quando formos velhinhos", admitiu.

Além dos Hollywood Vampires, Joe Perry disse estar a trabalhar em composições a solo e, depois do verão, segue para uma digressão pela América Central e do Sul.

O concerto dos Hollywood Vampires realiza-se na sexta-feira, no Rock in Rio Lisboa num dia que contará ainda, por exemplo, com atuações dos Korn, dos Metz e dos portugueses Glockenwise.

Este será o terceiro dia do festival, que começou na semana passada, com dois dias de atuações no Parque da Bela Vista para cerca de 141 mil pessoas, com Bruce Springsteen e Queen + Adam Lambert, como cabeças-de-cartaz.

Lusa

  • Governo quer reduzir gastos com papel na função pública
    1:08

    Economia

    O Governo proibiu a livre utilização das impressoras pelos funcionários públicos. O ministro das Finanças quer assim reduzir em 20% a despesa em consumo de papel e, ao mesmo tempo, minimizar a perigosidades dos resíduos produzidos com as impressoras, no Estado.