sicnot

Perfil

Cultura

Jean-Michel Jarre lança novo álbum com participação de Edward Snowden

O músico francês Jean-Michel Jarre lançou um novo álbum com a colaboração de inúmeros artistas mundialmente conhecidos, como Cindi Lauper e Pet Shop Boys, mas também de um convidado especial, o ativista Edward Snowden.

© Jean-Paul Pelissier / Reuters

O novo trabalho do francês, "Electronica 2: The Heart of Noise", conta com a participação de Edward Snowden, um ativista norte-americano que vive exilado em Moscovo após ter divulgado documentos classificados, em nome do direito à privacidade.

Snowden participa numa música intitulada "Exit", que conta com uma batida frenética e ameaçadora que se dissipa para dar lugar à palavra do ativista, que discursa sobre o efeito que a tecnologia tem na privacidade.

O músico descreve Edward Snowden como alguém que tem a alma de um soldado que abdica dos interesses pessoais em prol dos interesses do seu país.

O mundo da música eletrónica conta há muitos anos com os contributos deste artista, que considera este estilo musical como algo que vai muito mais além de música para festas e jovens e que tem uma base política e revolucionária.

Jarre considera também que o seu novo projeto reflete "a relação ambígua com a tecnologia" que se faz sentir hoje em dia.

Apesar de ter uma especial importância, não é só o tema da privacidade que é tratado, pois juntamente com a cantora Cindi Lauper, o músico criou "Swipe to the Right", cujo titulo é um jogo de palavras que remete para a aplicação informática Tinder.

Jean-Michel Jarre afirma que, apesar de gostar de gravar mais álbuns do género, vai dedicar-se a uma digressão mundial.

O músico está a planear um espetáculo 3D, sem a utilização de óculos, que oferecerá uma perceção de profundidade maior, em vez de passar uma série de vídeos.

Lusa

  • Economia portuguesa a crescer
    2:26
  • Os likes dos candidatos às autárquicas no Facebook
    4:00

    Autárquicas 2017

    Se há mais de 5 milhões de portugueses no Facebook, é natural que as autárquicas também passem pela rede social mais usada no país e no mundo. A SIC apresenta-lhe os 10 candidatos cujas páginas têm mais seguidores e, para a comparação ser mais justa, os que têm mais seguidores em Portugal - porque há também quem estranhamente tenha milhares de fãs em países como Egito, Filipinas ou Vietname.

  • Embaixador do Bangladesh pede ajuda aos portugueses no caso dos rohingya

    Mundo

    O embaixador do Bangladesh em Lisboa pediu esta sexta-feira aos portugueses que ajudem a resolver o problema dos rohingya. Desde o final de agosto, mais de 400 mil pessoas desta minoria muçulmana fugiram de Myanmar, a antiga Birmânia. O Bangladesh já tinha acolhido outros 400 mil refugiados e vê-se agora a braços com esta crise migratória. Pede por isso a Portugal que pressione Myanmar para aceitar de volta e em segurança os rohingya.