sicnot

Perfil

Cultura

Quadros de Maria Helena Vieira da Silva e José Malhoa vão a leilão

Os quadros a óleo "Fête foraine", de Maria Helena Vieira da Silva, e "Na horta", de José Malhoa, vão à praça a partir de terça-feira num leilão organizado pelo Palácio do Correio Velho, em Lisboa.

De acordo com a leiloeira, um total de 1.071 lotes vão ser apresentados neste leilão, a realizar entre 31 de maio e 03 de junho, com peças desde pintura, escultura, porcelana, numismática, livros raros e mobiliário.

Em destaque, na pintura estarão "Fête foraine" (1959), um óleo sobre tela de Maria Helena Vieira da Silva (1908-1992), que irá à praça por um valor base de 60.000 euros, e "Na horta" (1924), óleo sobre tela colada sobre madeira, de José Malhoa (1855-1933), por 40.000 euros.

No leilão, vão ainda ser apresentadas obras de arte moderna e contemporânea de Abel Salazar, Alda Machado, Almada Negreiros, Alves Cardoso, Antoni Clavé, Areal, Botelho, Calvet, Cargaleiro, Cesariny, Condeixa, Contente, Cutileiro, Dórdio Gomes, Falcão Trigoso, Higino Mendonça, Hogan, João Vaz, Joaquim Rodrigo, José de Guimarães, Júlio Pomar, Machado De Castro, Manuel Rosé, Menez, Morgado De Setúbal, Nikias Skapinakis, Roque Gameiro e Silva Porto, entre outros.

Também vão a leilão, entre outras obras de artes decorativas, um painel de azulejos D. João V, da primeira metade do século XVIII, por 30.000 euros, e um biombo chinês da primeira metade do século XIX, por 15.000 euros.

As peças são provenientes, entre outras, da Coleção de António e Isabel Melo e da Coleção Família Nobre Guedes, descendentes dos Condes de Marim, de Alte e de Selir, indica o Palácio do Correio Velho.

Lusa

  • "O FC Porto não merece ser campeão"
    2:23
    Play-Off

    Play-Off

    DOMINGO 22:00

    O empate do FC Porto com o Feirense foi o principal assunto do Play-Off da SIC Notícias, este domingo. Rodolfo Reis mostrou-se insatisfeito com a atitude dos jogadores do FC Porto.

  • Incêndio em Alfragide deixa 12 pessoas desalojadas
    1:59

    País

    Um incêndio destruiu este domingo a cobertura de um prédio de habitação em Alfragide, no concelho da Amadora. Doze pessoas ficaram desalojadas, mas ninguém ficou ferido. Os bombeiros dominaram o fogo em cerca de uma hora, os moradores queixam-se da falta de eficácia no combate às chamas.