sicnot

Perfil

Cultura

Fox pede desculpas por imagem "machista" de "X-Men: Apocalipse"

A 20th Century Fox veio pedir desculpas pelo cartaz do novo filme da saga "X-Men", no qual o vilão Apocalipse aparece a asfixiar Mística, interpretada por Jennifer Lawrence. O estúdio reconhece que a imagem tem uma "conotação perturbadora".

20th Century Fox

"No nosso entusiasmo por mostrar a maldade do personagem Apocalipse, não percebemos d eimediato a conotação perturbadora esta imagem. Assim que percebemos o quão insensível ela era, rapidamente tomámos medidas para remover todo o material publicitário. Pedimos desculpas pelas nossas ações e nunca apoiaríamos a violência contra as mulheres", afirma a Fox em comunicado.

A polémica em torno da imagem surgiu nas redes sociais, sobretudo após a crítica da atriz Rose McGowan, numa entrevista ao The Hollywood Reporter.

No Twitter, são muitas as críticas de sexismo feitas à Fox.

"X-Men: Apocalipse estreou nos EUA sem grande brilho, com vendas de bilheteira na ordem dos 60 milhões de euros, quando o anterior tinha rendido cerca de 100 milhões de euros no seu lançamento.

  • Todos os distritos sob Aviso Amarelo devido ao frio

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera colocou Portugal continental sob Aviso Amarelo na quarta e na quinta-feira. Os termómetros vão estar abaixo de zero em todo o território, à exceção dos distritos de Lisboa, Porto e Faro.

  • Motim em prisão brasileira fez pelo menos 30 mortos
    1:09

    Mundo

    Um novo motim numa prisão brasileira fez pelo menos 30 mortos. A prisão, que é a maior do Estado do Rio Grande do Norte, tem capacidade para 600 reclusos mas acolhe quase o dobro. Após o motim de 14 horas, a polícia já tem o controlo total da prisão.

  • Aqui também se vive
    16:07
  • Austrália condena Japão por caça de baleias no Oceano Antártico

    Mundo

    O Governo da Austrália condenou hoje o Japão por retomar a caça de baleias no Oceano Antártico, após a divulgação de imagens de um cetáceo morto a bordo de um barco japonês que se encontrava em águas protegidas.O ministro do Ambiente, Josh Frydenberg, manifestou "profunda deceção", um dia depois de a organização Sea Shepherd divulgar fotografias e vídeos de uma baleia minke no barco japonês Nisshin Maru.