sicnot

Perfil

Cultura

Fox pede desculpas por imagem "machista" de "X-Men: Apocalipse"

A 20th Century Fox veio pedir desculpas pelo cartaz do novo filme da saga "X-Men", no qual o vilão Apocalipse aparece a asfixiar Mística, interpretada por Jennifer Lawrence. O estúdio reconhece que a imagem tem uma "conotação perturbadora".

20th Century Fox

"No nosso entusiasmo por mostrar a maldade do personagem Apocalipse, não percebemos d eimediato a conotação perturbadora esta imagem. Assim que percebemos o quão insensível ela era, rapidamente tomámos medidas para remover todo o material publicitário. Pedimos desculpas pelas nossas ações e nunca apoiaríamos a violência contra as mulheres", afirma a Fox em comunicado.

A polémica em torno da imagem surgiu nas redes sociais, sobretudo após a crítica da atriz Rose McGowan, numa entrevista ao The Hollywood Reporter.

No Twitter, são muitas as críticas de sexismo feitas à Fox.

"X-Men: Apocalipse estreou nos EUA sem grande brilho, com vendas de bilheteira na ordem dos 60 milhões de euros, quando o anterior tinha rendido cerca de 100 milhões de euros no seu lançamento.

  • O papel da religião no quotidiano
    24:57
  • Jane Goodall iniciou palestra com sons semelhantes aos dos chimpanzés
    2:18

    País

    A investigadora Jane Goodall esteve esta quinta-feira em Lisboa para participar numa conferência da National Geographic. A primatóloga começou o seu discurso com sons semelhantes aos dos chimpanzés. Numa entrevista à SIC, Goodall falou sobre os chimpanzés e sobre o trabalho que continua a desenvolver em todo o mundo, em prol do ambiente, dos animais e das pessoas. 

  • NATO vai aumentar luta contra o terrorismo

    Mundo

    O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, disse que os aliados da NATO concordaram esta quinta-feira em aumentar a luta contra o terrorismo e em "investir mais e melhor" na Aliança.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • O humor de John Kerry nas críticas a Trump
    0:40

    Mundo

    John Kerry criticou as ligações de Donald Trump com a Rússia durante um discurso de abertura, na Universidade de Harvard. O ex-secretário de Estado norte-americano disse, em tom de brincadeira, que se os jovens querem vingar na política, devem primeiro aprender a falar russo.