sicnot

Perfil

Cultura

Festival português na Austrália atrai milhares de pessoas

Um festival ao ar livre, para o qual são esperadas cerca de 30 mil pessoas, em Melbourne, será apenas um dos vários eventos que marcam o Dia de Portugal na Austrália e Nova Zelândia, declarou hoje Sílvia Renda, conselheira das comunidades.

© Amir Cohen / Reuters

"No dia 12 de junho, irá realizar-se o festival 'Sabores de Portugal', ao ar livre, numa rua do mercado central de Melbourne e são esperadas cerca de 30 mil pessoas, sendo organizado pela federação Comunidades de Língua Portuguesa", disse a conselheira para a Austrália e Nova Zelândia do Conselho das Comunidades Portuguesas, que também reside em Melbourne há 25 anos.

Sílvia Renda explicou que Melbourne, que fica no estado de Vitória, é muito multicultural e esses festivais são frequentes, tendo bastante visibilidade e sucesso entre todos os moradores da cidade australiana.

"Neste festival, realizado anualmente, certamente participarão a comunidade portuguesa e outras comunidades lusófonas residentes na cidade e teremos ranchos folclóricos, muita música, fado, samba e também capoeira, além das comidas típicas portuguesas", referiu.

A conselheira acrescentou que vários alunos das escolas locais que aprendem português irão apresentar trabalhos sobre o 10 de Junho. Sílvia Renda disse que na Austrália há cerca de 575 alunos, 33 professores e 21 escolas que ensinam o português.

Durante o festival, vai haver uma cerimónia oficial marcando a celebração do 10 de Junho, na qual estarão presentes o embaixador de Portugal, Paulo Cunha Alves, o secretário de Estado da Defesa Nacional, Marcos Perestrello, além de outras autoridades portuguesas e australianas.

No dia 10 de Junho, o embaixador português e a cônsul-geral, Sofia Batalha, oferecerão uma receção comemorativa em Sydney para membros da comunidade portuguesa e australiana, contando também com a presença do secretário de Estado da Defesa Nacional.

De acordo com a conselheira do CCP, várias associações e clubes portugueses em Canberra, Sydney, Perth, Wollongong, Brisbane, Darwin, Freemantle e Currumbin estarão a organizar nos próximos dias várias atividades em comemoração do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas.

Na Nova Zelândia, na cidade de Wellington, a comunidade portuguesa local - que gira em torno de 800 pessoas - vai promover um almoço especial em comemoração ao Dia de Portugal, no dia 19 de junho.

Segundo a conselheira, a comunidade portuguesa na Austrália e Nova Zelândia é de cerca de 60 mil pessoas, que estão sobretudo no estado de Nova Gales do Sul.

"Temos uma combinação de três tipos de pessoas na comunidade portuguesa na Austrália, que são os portugueses que moram há muitas décadas na Austrália, os lusodescendentes e as pessoas que emigraram recentemente, nos últimos anos", referiu Sílvia Renda.

"A nossa comunidade não é tão grande se comparada à do Brasil ou da França. Somos poucos, mas muito dinâmicos, visto o número de comemorações organizadas pelo 10 de Junho", avaliou a conselheira.


Lusa

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.