sicnot

Perfil

Cultura

Disney vai inaugurar o seu primeiro parque de diversões em Xangai

O império Disney entra esta semana no Império do Meio, inaugurando em Xangai o seu primeiro parque de diversões da China continental. A aposta é a emergente classe média, apesar da crise económica.

© Aly Song / Reuters

O complexo, um investimento de 5,5 mil milhões de dólares (cerca de 4,9 mil milhões de euros), alberga o maior castelo Disney do mundo, com as suas torres azuis a dominarem um espaço antes ocupado por empresas e fábricas da periferia da capital económica do país.

A Disney vai tentar seduzir milhões de pessoas com um passeio no barco "Piratas das Caraíbas", um espetáculo em torno do filme "A Rainha da Neve" e uma atração "Star Wars", com personagens da saga de culto de ficção científica.

O projeto nasceu em abril de 2011, assegurou o patrão da Disney, Bob Iger, durante uma conferência de imprensa, garantindo que este seria "um marco significativo" na história do grupo.

Porém, a inauguração acontece num contexto moroso, com a China a viver o mais fraco crescimento económico em 25 anos, após décadas de progressão a dois dígitos devido aos investimentos do governo.

Os indicadores, no entanto, não desencorajam a Disney, que conta que a classe média chinesa se precipite para as atrações, hotéis, restaurantes e lojas de recordações com a imagem do Mickey.

A ambição é apoiada pelo Governo chinês, ansioso por relançar o consumo interno.

A Disney não é o único gigante da diversão desejosa de aproveitar a disposição dos novos consumidores. Os parques de diversão têm crescido rapidamente na China, com mais de 300 projetos financiados nos últimos anos, segundo o National Business Daily.

Só em 2015, abriram 20 recintos e outros 20 estavam em construção, de acordo com o jornal.

A Universal Pictures, em Pequim e a DreamWorks, em Xangai têm igualmente projetos de parques na China.


Lusa

  • Cinco mil trabalhadores da PT manifestaram-se em Lisboa
    3:55

    Economia

    Perto de cinco mil trabalhadores da PT manifestaram-se esta sexta-feira, em Lisboa. Os números são avançados pelos sindicatos. Os trabalhadores contestam a transferência de funcionários para empresas parceiras da Altice e outras empresas do grupo, sem as mesmas garantias e direitos. A Altice garante que as transferências são legais mas alguns funcionários já levaram o caso a tribunal.

  • Uma viagem aérea pela Lagoa Negra
    1:02
  • Videovigilância regista impacto de sismo na Grécia

    Mundo

    Um sismo de magnitude 6.7 atingiu na quinta-feira o mar Egeu e causou pelo menos dois mortos e mais de 200 feridos. O momento e o impacto causado pelo abalo foram registados através de uma câmara de videovigilância de um café, na ilha grega de Kos, um dos locais mais afetados.

  • A sátira a Sean Spicer no Saturday Night Live
    1:36

    Mundo

    O estilo de Sean Spicer foi controverso desde o início. A relação conflituosa do ex-assessor da Casa Branca com os jornalistas foi muitas vezes satirizada na comunicação social. Um exemplo é um momento do Saturday Night Live, protagonizado pela atriz Meliissa McCarthy.

  • Músico indiano toca guitarra durante cirurgia ao cérebro

    Mundo

    Abhishek Prasad foi submetido a uma cirurgia ao cérebro esta quinta-feira, num hospital na cidade indiana de Bangalore, após anos e anos a sofrer de dolorosos espasmos nas mãos. O insólito do caso foi que o músico indiano teve de tocar guitarra para ajudar os médicos durante a intervenção cirúrgica.