sicnot

Perfil

Cultura

Ilustrações portuguesas premiadas nos EUA

Carolina Celas, Teresa Cortez e André Letria estão entre os ilustradores portugueses premiados pela revista norte-americana 3x3, uma das mais importantes dedicada à ilustração contemporânea.

André Letria voltou a ser distinguido pela 3x3, desta vez com a capa do álbum ilustrado "Teatro", assinado com Ricardo Henriques.

André Letria voltou a ser distinguido pela 3x3, desta vez com a capa do álbum ilustrado "Teatro", assinado com Ricardo Henriques.

andreletria.pt

Aquela publicação distingue anualmente o melhor da ilustração, de todo o mundo, em diferentes categorias, de entre as propostas apresentadas a concurso. Todos os anos há autores portugueses reconhecidos, mas nem sempre com os prémios principais.

Este ano - e de acordo com a informação na página oficial na Internet - a 3x3 atribuiu a medalha de ouro da categoria "Estudante" a Carolina Celas, enquanto na categoria "Álbum Ilustrado" a medalha de prata foi para André Letria e a de bronze para Teresa Cortez. Mais de uma dezena de outros autores recebeu uma distinção de mérito.

Carolina Celas venceu com a série "Private Landscapes", feita no âmbito dos estudos na Royal College of Art, em Londres, onde vive. A autora já tinha mostrado a mesma série este ano na Feira do Livro Infantil de Bolonha.

André Letria volta a ser distinguido pela 3x3, desta vez com a capa do álbum ilustrado "Teatro", assinado com Ricardo Henriques.

Teresa Cortez recebe a medalha de bronze com o livro ilustrado "Balbúrdia", uma narrativa visual para a infância, e publicada este ano.

Nas categorias de ilustração "Profissional" e "Álbum Ilustrado", há vários nomes portugueses reconhecidos com distinção de mérito, alguns já premiados em edições anteriores, como André Carrilho, João Vaz de Carvalho, João Fazenda e novamente André Letria.

A eles juntam-se Cristiano Salgado, Catarina Sobral, Joana Rosa Bragança, Mariana Rio, Sandra de Matos, Marta Madureira e Fatinha Ramos.

Os premiados verão os seus trabalhos reunidos num anuário da 3x3, a publicar no final deste ano.

Lusa

  • Atacantes de Barcelona "não estão a caminho da nossa fronteira"
    7:00

    Ataque em Barcelona

    O diretor da Unidade Nacional de Contraterrorismo da Polícia Judiciária esteve esta sexta-feira no Jornal da Noite para falar sobre o duplo atentado em Espanha. Luís Neves diz que o nível de ameaça em Portugal, perante os ataques, não foi alterado porque "não se detectou que tenha existido informação que possa colocar o nosso território em perigo".

  • O regresso a casa depois do incêndio no Sardoal
    2:43
  • Cerca de 20 mil portugueses vivem em Barcelona
    1:44