sicnot

Perfil

Cultura

Júri reúne-se para deliberar sobre caso de plágio dos Led Zeppelin

Os jurados do caso do alegado plágio feito pelo grupo Led Zeppelin reúnem-se esta quarta-para determinar se a banda copiou o famoso início da música "Stairway To Heaven".

© Jason Reed / Reuters

O duo de compositores, Robert Plant e Jimmy Page, negou ter plagiado a introdução da música de 1971 "Taurus", uma faixa instrumental pertencente à banda norte-americana Spirit.

Robert Plant afirmou hoje perante o tribunal, em Los Angeles, onde decorre o julgamento, a sua versão da criação da música "Stairway to Heaven", gravada entre o final de 1970 e o início de 1971.

O caso foi levado ao tribunal federal de Los Angeles por Michael Skidmore, amigo do guitarrista Randy Califórnia, que se afogou em 1997 sem ter tomado medidas legais sobre a música.

O processo, que começou há dois anos, pretende uma indemnização e afirma que Randy Califórnia merece crédito para que possa "tomar o seu lugar como um dos autores da maior canção de rock de todos os tempos".

Durante seis dias de apresentação de provas, a acusação explicou que os músicos (Plant, Page, Jones e Bonham), quando ainda não eram conhecidos como Led Zeppelin, tocaram na primeira parte de um concerto da banda Spirit.

Os músicos da banda Led Zeppelin testemunharam e afirmaram que nunca tiveram interações substanciais com Randy Califórnia e negaram ter ouvido a música "Taurus" antes de gravarem "Stairway To Heaven".

Especialistas chamados pelos autores dizem que existem semelhanças entre as melodias das duas músicas, mas testemunhas da defesa têm referido que o padrão dos acordes usados na introdução de "Stairway To Heaven" é tão comum que os direitos de autor não se aplicam.

A queixa de Skidmore afirma que os Led Zeppelin já plagiaram outras composições de outros músicos, citando 16 canções que foram disputadas incluindo "Whole Lotta Love" e "Babe I'm Gonna Leave You".

  • "Não partilhei SMS com ninguém"
    0:43

    Caso CGD

    António Domingues afirma que nunca revelou o conteúdo das mensagens trocadas com o ministro das Finanças sobre a entrega das declarações de património ao Tribunal Constitucional. O tema dos SMS foi abordado pelo ex-presidente da Caixa na sequência de uma pergunta do PCP sobre declarações feitas por António lobo Xavier no programa da SIC Notícias "Quadratura do Círculo".