sicnot

Perfil

Cultura

Mais de mil músicos pedem a Juncker regras mais justas no mercado discográfico

Mais de mil artistas internacionais, como Paul McCartney, Lady Gaga, Bruno Mars e vários músicos portugueses, apelaram ao presidente da Comissão Europeia para uma defesa mais justa dos direitos de autor, tendo em conta a Internet.

Músico cubano Frilal Ortiz carrega o seu contrabaixo para mais uma atuação na baixa de Havana.

Músico cubano Frilal Ortiz carrega o seu contrabaixo para mais uma atuação na baixa de Havana.

Numa carta dirigida a Jean-Claude Juncker, os signatários referem o Youtube como uma das plataformas digitais que estão a causar uma grande diferença de valor financeiro entre o que artistas e compositores recebem e o que os consumidores gastam, no consumo de música.

"Este é um momento crucial para a música. O consumo disparou. Os fãs estão a ouvir mais música do que nunca. Os consumidores têm oportunidades, sem precedentes, de aceder à música de que gostam quando e onde quiserem", lê-se na carta.

Entre os artistas que assinam a carta aberta estão vários autores e grupos portugueses, como Ana Moura, Mariza, Camané, Carlos do Carmo, Deolinda, Dead Combo, Agir, David Carreira, Amor Electro, Capicua, Capitão Fausto, António Zambujo, Orelha Negra, Karetus e Sérgio Godinho.

Na carta, sublinham que as atuais regras do mercado discográfico, pelo menos no que toca ao espaço europeu, estão a prejudicar os músicos e compositores de agora e ameaçam a sobrevivência de futuras gerações de criadores.

Há duas semanas, a propósito de críticas de outros artistas ao modo são disponibilizados conteúdos de música de forma gratuita, a plataforma Youtube revelou à revista Billboard que tem acordos de licenciamento com a maioria das editoras discográficas.

"Até à data pagámos mais de três mil milhões de dólares [2,7 mil milhões de euros] à indústria da música, e o número cresce todos os anos", afirmou a plataforma em comunicado citado pela Billboard.

Em abril, a Federação Internacional de Indústria Discográfica (IFPI) já tinha alertado para uma distorção do mercado discográfico, entre a música que se consome e aquilo que os seus autores recebem de remunerações.

Sobre o mercado discográfico de 2015, a federação revelou que, pela primeira vez, as receitas de vendas de música em digital superaram as vendas em suporte físico.

No total, a venda de música registou globalmente, em 2015, cerca de 13 mil milhões de euros de receita, representando um aumento de 3,2 por cento face a 2014. É o maior aumento em duas décadas, embora esta recuperação assente numa fraqueza, numa "distorção do mercado", afirma a federação internacional.

"A música está a ser consumida em níveis recordes, mas este aumento do consumo não significa uma remuneração justa e equivalente para os artistas e as editoras discográficas", sublinha a organização no relatório.

No entender da federação, o aumento das receitas no suporte digital advém do aparecimento de vários serviços de transmissão de música pela Internet por subscrição, ou seja, em 'streaming', pelas vendas 'online' e pela massificação do uso de telemóveis com aplicações e acesso à Internet.

Billy Bragg, Coldplay, Robert Plant, Elton John, Bryan Adams, Bruno Mars, Ksabian, Peter Townshend, Mark Knopfler e David Guetta são outros artistas que assinam a carta, assim como os maestros Gustavo Dudamel e René Jacobs, a violinista Anne-Sophie Mutter, os pianistas Andreas Staier e Javier Perianes, o tenor Placido Domingo e o barítono Matthias Goerne.

Lusa

  • Habitantes de Almeida barricaram-se durante seis horas em agência da CGD
    2:31

    País

    Perto de 100 pessoas estiveram esta quarta-feira barricadas na agência da Caixa Geral de Depósitos em Almeida, distrito da Guarda. O protesto contra o encerramento da agência só terminou quase seis horas depois, com a garantia que os autarcas serão recebidos na próxima terça-feira pela Administração do banco público. 

  • Carro que atropelou adepto encontrado na casa de um amigo do suspeito
    2:18

    Desporto

    O carro que terá atropelado o adepto italiano que morreu junto ao Estádio da Luz foi encontrado esta terça-feira, numa garagem na Amadora, na casa de um amigo do suspeito. Trata-se de um homem na casa dos 30 anos que pertence à claque No Name boys e é agora procurado pela Polícia Judiciária.

  • Depois de dar a volta (de bicicleta de Lisboa a Setúbal)

    País

    Missão cumprida. A SIC foi dar uma volta de bicicleta, acompanhando a primeira etapa de uma iniciativa que pretende impulsionar o uso dos velocípedes no país. Ao longo desta quarta-feira, publicámos vários vídeos em direto na página de Facebook da SIC Notícias, que aqui reunimos, em jeito de balanço.

    Ricardo Rosa

  • Web Summit inaugura primeiro escritório fora da Irlanda em Lisboa
    1:58

    Web Summit

    A Web Summit inaugurou em Lisboa o primeiro escritório fora da Irlanda, que vai dar emprego a 20 pessoas, algumas portuguesas. O próximo objectivo é alargar eventos a outros pontos do país. A conferência internacional regressa a Lisboa entre 6 e 9 de novembro e a organização espera ter 60 mil participantes.

  • Trump volta a apelar ao fim do programa nuclear de Pyongyang
    1:43

    Mundo

    Donald Trump voltou a apelar à Coreia do Norte para que abandone o programa nuclear e opte pela via do diálogo. O Presidente dos Estados Unidos chamou à Casa Branca, para uma reunião extraordinária, todos os senadores norte-americanos para serem informados sobre a atual crise com a Coreia do Norte.

  • Ivanka Trump vaiada por defender o pai durante debate sobre igualdade de género
    1:51

    Mundo

    Com o propósito de criar pontes com Donald Trump, a chanceler alemã Angela Merkel convidou a filha mais velha do Presidente norte-americano para participar numa cimeira. No entanto as coisas não correram muito bem e Ivanka Trump foi vaiada pela audiência por ter defendido o pai quando o assunto era a igualdade de género. 

  • Papa apelou à revolução da ternura
    0:52
  • Irmã da mulher mais pesada do mundo acusa hospital de mentir

    Mundo

    A irmã da mulher egípcia que se acreditava ser a mais pesada do mundo acusou os médicos de mentirem acerca da sua perda de peso. No entanto, o hospital que realizou a cirurgia bariátrica já respondeu às acusações, defendendo que a mulher pesa agora 172 quilos.

  • Diário de John F. Kennedy vendido por 660 mil euros

    Mundo

    Um diário escrito por John F. Kennedy quando jovem, durante uma curta passagem pelo jornalismo, depois da II Guerra Mundial, foi vendido por mais de 700 mil dólares (642 mil euros), informou esta quarta-feira uma casa de leilões.