sicnot

Perfil

Cultura

Angariados 745 mil euros para comprar quadro de Domingos Sequeira

A campanha pública de angariação de fundos para aquisição da tela "A Adoração dos Magos", do pintor português Domingos António Sequeira, angariou 745 mil euros, anunciou hoje fonte da organização.

O Gabinete de Comunicação do Museu Nacional de Arte Antiga (MNAA) comunicou hoje que a campanha "Vamos Pôr o Sequeira no Lugar Certo" conseguiu angariar cerca de 745 mil euros, ultrapassando largamente os 600 mil euros nacessários para a compra da obra a privadoa, efetuada em abril deste ano.

"No espírito do regulamento, o montante excedente será utilizado para a compra de outra obra de arte, de valor cultural correspondente e no pleno respeito pela política de incorporações do MNAA", indica ainda o comunicado do museu divulgado na sequência do balanço final da recolha.

Em fase final de restauro, "A Adoração dos Magos" irá para a nova Galeria de Pintura e Escultura Portuguesas, no piso 3, que se encontra em finalização de obras e montagem e que será inaugurada a 14 de julho.

Esta foi primeira campanha de angariação de fundos para a aquisição de uma obra de arte para um museu público em Portugal. Contou com a contribuição de milhares de cidadãos a título individual, instituições, empresas, fundações, escolas, juntas de freguesia e câmaras municipais.

Lançada em outubro do ano passado, esta campanha tinha como objetivo ajudar o museu a adquirir a obra de Domingos Sequeira, pintada em 1828, da qual o MNAA possui o desenho final e vários preparatórios.

A tela faz parte da série "Palmela", com quatro pinturas religiosas, e o MNAA possui, na sua coleção, os desenhos preparatórios de estudo de todas elas, mas não os respetivos óleos.

Para a campanha, contribuíram milhares de pessoas, desde muitos cidadãos anónimos a personalidades públicas como o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e o novo ministro da Cultura, Luís Filipe Castro Mendes, e entidades privadas e públicas, entre elas a Fundação da Casa de Bragança, com 35 mil euros.

Uma das contribuições que o museu considerou ter dado "grande impulso" à campanha foi a da Fundação Aga Khan, de 200 mil euros, a maior doação registada.

O MNAA tem no seu acervo cerca de 30 obras do pintor, cujo trabalho realizado, nas primeiras décadas do século XIX, se situa entre o Classicismo e o Romantismo, de um modo similar a Francisco de Goya, seu contemporâneo na cultura espanhola, segundo o museu.

Pelo seu talento, Domingos Sequeira conseguiu proteção aristocrática e uma bolsa para se aperfeiçoar em Roma, onde privou com vários mestres e conquistou diversos prémios académicos.

Com Lusa

  • "A adoração dos magos" vai ficar no Museu de Arte Antiga
    1:55

    Cultura

    "A adoração dos magos", de Domingos Sequeira, vai ficar no Museu de Arte Antiga que tem estado a realizar uma campanha para a aquisição da obra e já conseguiu o dinheiro suficiente. A iniciativa de angariação de dinheiro decorre até ao próximo sábado e o dinheiro que sobrar servirá para a aquisição de outras obras de arte.

  • Marcelo contribuiu com 150 euros para a compra do quadro "A Adoração dos Reis Magos"
    0:43

    Cultura

    O Presidente da República defende um novo estatuto jurídico para o Museu Nacional de Arte Antiga que lhe permita fazer face às responsabilidades como museu de referência nacional. Marcelo Rebelo de Sousa contribuiu monetariamente, para a Campanha "Vamos Pôr o Sequeira no lugar certo". Esta campanha visa adquirir o quadro de Domingos Sequeira, "A Adoração dos Reis Magos", através da contribuição das instituições e dos cidadãos.

  • "Quem faz isto sabe estudar os dias e o vento para arder o máximo possível"
    4:15
  • O balanço trágico dos incêndios do fim de semana
    0:51

    País

    Mais de 500 mil hectares de área ardida, 42 vítimas mortais, 71 de feridos, dezenas de casas e empresas destruídas. É este o balanço de mais um fim de semana trágico para Portugal a nível de incêndios florestais.

  • 2017: o ano em que mais território português ardeu
    1:41

    País

    Desde janeiro, houve mais área ardida do que em qualquer outro ano na história registada de incêndios florestais. Segundo dados provisórios do Sistema Europeu de Informação sobre Fogos Florestais, mais de 519 mil hectares foram consumidos pelas chamas até 17 de outubro, o que representa quase 6% de toda a área de Portugal. 

  • "Viverei com o peso na consciência até ao último dia"
    3:00
  • O que resta de Tondela depois dos incêndios
    1:07

    País

    O concelho de Tondela é agora um mar de cinzas, imagens recolhidas pela SIC com um drone mostram bem a dimensão do que foi destruído pelos incêndios. Perto 100 habitações principais ou secundárias, barracões, oficinas e stands arderam. 

  • Moradores reuniram esforços para salvar idosos das chamas em Pardieiros
    2:50

    País

    O incêndio de domingo em Nelas fez uma vítima mortal: um homem de 50 anos, de Caldas da Felgueira, que regressava de uma aldeia vizinha, onde tinha ido ajudar a combater as chamas. Em Pardieiros, no concelho de Carregal do Sal, várias casas arderam e uma jovem sofreu queimaduras ao fugir do incêndio. Durante o incêndio, pessoas reuniram esforços para salvar a povoação.

  • A fotografia que está a correr (e a impressionar) o Mundo

    Mundo

    A fotografia de uma cadela a carregar, na boca, o cadáver calcinado da cria está a comover o mundo. Entre as muitas fotografias que mostram o cenário causado pelos incêndios que devastaram a Galiza nos últimos dias, esta está a causar especial impacto. O registo é do fotógrafo Salvador Sas, da agência EFE. A imagem pode impressionar os mais sensíveis.

  • As lágrimas do primeiro-ministro do Canadá

    Mundo

    O primeiro-ministro da Canadá, Justin Trudeau, emocionou-se esta quarta-feira ao falar de um artista que morreu depois de perder uma luta contra o cancro. Gord Downie, vocalista da banda de rock canadiana "The Tragically Hip", faleceu esta terça-feira, aos 53 anos, vítima de um tumor cerebral.