sicnot

Perfil

Cultura

Chaka Khan adia tourné devido a dependência de fármacos

A cantora Chaka Khan adiou a tourné para iniciar um tratamento de reabilitação da dependência de fármacos. Em comunicado, Khan assume que a morte de Prince ajudou-a a decidir que precisa de ajuda.

Reuters

"Infelizmente, não vou poder dar concertos durante o verão. Porém, é vital que eu ponha a minha saúde e o meu bem estar em primeiro. Sei que estu a desiludir alguns fãs, mas sei também que eles querem que eu recupere e seja saudável", afirmou a cantora.

A vencedora de um Grammy, de 63 anos, assumiu que é viciada nos mesmos fármacos que levaram à morte de Prince. O artista foi encontrado morto na sua casa no Minnesota em abril. A autópsia revelou que a morte se deveu a uma overdose de fentanil, um poderoso analgésico da família dos opiáceos.

Chaka Khan iniciou um tratamento intensivo de reabilitação, a par da sua irmã - Yvonne Stevens, conhecida por Taka Boom

As duas concordaram reabilitar-se em conjunto.

"A morte trágica de Prince fez-nos às duas repensar e reavaliar as nossas vidas e prioridades. Sabíamos que era a altura de entrar em ação para salvar as nossas vidas. A minha irmã e eu gostaríamos de agradecer a todos pelo seu apoio, amor e orações", declarou ainda Chaka Khan.

  • "Cada drama, cada problema, cada testemunho, impressiona muito"
    1:55
  • Clínica veterinária em Tondela recebeu dezenas de animais feridos nos fogos
    2:57
  • Temperaturas sobem até ao final do mês
    1:09

    País

    O tempo não dá tréguas e, até ao final do mês, as temperaturas vão atingir valores acima do normal para esta época do ano. As temperaturas máximas vão subir entre os 25 e os 32 graus. O risco de incêndio aumenta a partir desta segunda-feira em todo o país e os meios aéreos, viaturas, operacionais e equipas de patrulha vão ser reforçados.

  • Parlamento catalão vai responder à ativação do artigo 155
    1:54
  • A história por detrás da fotografia que correu (e impressionou) o Mundo

    Mundo

    Depois dos incêndios da semana passada na Galiza, começou a circular na internet e nas redes sociais a imagem de uma cadela que alegadamente levava a sua cria carbonizada na boca. Contudo, a cadela é na verdade macho e chama-se Jacki. Esta é a história do cão que passou os dias após os fogos a recolher animais mortos para os enterrar num campo perto de uma igreja, em Coruxo, Vigo.

    SIC

  • Quando o cão de Macron fez chichi no gabinete do Presidente francês
    0:31
  • 245 saltam de ponte de 30m no Brasil para Recorde do Guiness
    1:56
  • Antigos presidentes dos EUA angariam 26 milhões para vítimas dos furacões
    0:58

    Mundo

    Os cinco antigos presidentes dos Estados Unidos da América ainda vivos juntaram-se para ajudar as vítimas dos furacões. Bill Clinton e Barack Obama lembraram as vítimas dos furacões e elogiaram o espírito solidário dos norte-americanos. Os antigos presidentes norte-americanos lançaram o apelo no início do mês passado e já conseguiram angariar cerca de 26 milhões de euros.