sicnot

Perfil

Cultura

Moullinex prepara tributo a Prince no SBSR

O músico Luís Clara Gomes, que assina como Moullinex, fará duas atuações no festival Super Rock, em Lisboa, uma das quais de tributo a Prince, que morreu em abril.

Facebook

Na sexta-feira, na sala adjacente do Meo Arena, o músico estará "mais focado na pista e na música dançável. Como a hora é tardia, o foco é dar calos nos pés", disse, à agência Lusa, entre risos.

No sábado, no Super Bock Super Rock (SBSR), a convite da Antena 3, Moullinex conduzirá um concerto de tributo ao músico norte-americano Prince, uma espécie de "catarse" que terá vários convidados, entre os quais Selma Uamusse, Samuel Úria e Da Chick.

Serão duas atuações distintas, duas faces de um músico e produtor que a imprensa portuguesa elogiou em 2015, por causa do álbum "Elsewhere", feito de música eletrónica, disco, funk, rock e música popular brasileira.

"Uma face que é Moullinex nos originais e remisturas, e outra que é quase como abrir a porta e mostrar 'obrigado Prince, porque, se calhar, era um engenheiro informático se não fosse a tua música'", admitiu em entrevista à Lusa.

Luís Clara Gomes foi um dos fundadores da editora Discotexas, editou vários EP, dois álbuns e fez remisturas para nomes como Cut Copy, Two Doors Cinema Club e Sebastien Tellier.

"Acordar de manhã e poder fazer aquilo de que gostamos e fazer música a cem por cento - com a música, com a editora -, estar ocupado e chegar ao final do dia e não sentir cansaço mas prazer, é um privilégio", disse.

Depois de uma digressão pelos Estados Unidos e América do Sul, registada num documentário feito para a Red Bull, e num verão ainda com algumas atuações, Moullinex prepara um novo álbum. "Está bastante avançado e pretendo pôr músicas cá fora, o mais rápido possível", disse.

O 22.º festival SBSR começa hoje no Parque das Nações e termina no sábado com um cartaz que inclui, entre outros, Iggy Pop, Kendrick Lamar, The National, Kurt Vile, De La Soul, Massive Attack, Capitão Fausto e Orelha Negra.

Lusa

  • Manuel Delgado demitiu-se devido a "grave violação da privacidade"

    País

    O ex-secretário de Estado da Saúde diz que apresentou a demissão para "não perturbar nem criar qualquer tipo de embaraço ao normal funcionamento do Governo". Num comunicado, Manuel Delgado esclarece que foi remunerado pelo trabalho de consultor na Raríssimas "muito antes" da entrada no Governo e acrescenta que respeitou na íntegra todo o quadro legal e ético.

  • O que vai mudar nos recibos verdes
    2:55

    Economia

    Os trabalhadores independentes vão descontar menos para a Segurança Social já no próximo ano. A taxa vai descer dos 29,6% por cento para os 21,4%. A descida será compensada por um aumento das contribuições pagas pelos patrões. Há também alterações em caso de desemprego e o subsídio de doença passa a ser pago ao fim de 10 dias em vez de 31.

  • Tripulantes da TAP acusam companhia de desrespeitar compromissos
    3:16

    Economia

    O Sindicato que representa os tripulantes da TAP acusa a empresa de estar a violar a lei. A companhia aérea portuguesa denunciou unilateralmente o acordo de empresa com os tripulantes e apresentou novas condições, que o sindicato considera indignas. Diz que os tripulantes fizeram esforços pela companhia no verão e que agora estão a ser desrespeitados.

  • Uma "Árvore da Esperança" pelas vítimas dos fogos
    2:01
  • Bebé nasce com coração fora do peito e sobrevive
    2:06
  • Zapatou volta a eleger os melhores vídeos da internet
    6:28