sicnot

Perfil

Cultura

Mick Jagger vai ser pai pela oitava vez aos 72 anos

O vocalista dos Rolling Stones, Mick Jagger, de 72 anos e já bisavô, vai ter o seu oitavo filho de Melanie Hamrick, de 29 anos, anunciou hoje um porta-voz do músico, confirmando o que a imprensa tinha avançado.

Enric Martí

O músico tem sete filhos com idades entre os 17 e os 45, filhos de cinco mulheres que já lhe deram cinco netos e uma bisneta.

Jagger, que tem o título de cavalheiro, conheceu Hamrick em 2014, depois do suicídio da mulher, a estilista L'Wren Scot, com quem viveu durante 13 anos.

Nascido a 26 de julho de 1943 na Inglaterra e líder da conhecida banda The Rolling Stones, formada em 1962, Mick Jagger é considerado mundialmente uma lenda do rock.

"É impossível imaginar a história cultural dos últimos 50 anos sem Mick Jagger", escreve o site oficial da banda.

O site afirma também que poucos acreditavam que o grupo conseguisse conquistar público sequer por cinco anos. Hoje, 54 anos depois, é uma das bandas mais respeitadas em todo o mundo.

A banda de Mick Jagger foi incluída em 1989 no "Hall of Fame" do Rock and Roll.

Com Lusa

  • Incêndios causaram 76 feridos no espaço de uma semana
    0:34

    País

    No espaço de uma semana, 76 pessoas ficaram feridas, incluindo seis com gravidade, durante os incêndios florestais. Na conferência de imprensa desta tarde, a Proteção Civil explicou que há cinco planos municipais de emergência ativos por causa das chamas.

  • Marine devolve bandeira do Japão 73 anos depois 
    2:13

    Mundo

    Setenta e três anos depois da batalha mais sangrenta do Pacífico, um veterano dos Estados Unidos cumpriu uma promessa pessoal. Marvin Strombo devolveu à família a bandeira da sorte de um soldado japonês, morto em 1944, em Saipan, na II Guerra Mundial. 

  • Autoridades usam elefantes para resgatar pessoas das cheias na Ásia
    1:31

    Mundo

    Mais de 215 pessoas morreram nas inundações que estão a devastar o centro da Ásia, e estima-se que três milhões tiveram de abandonar as casas. As autoridades estão a usar elefantes para resgatar locais e turistas das zonas mais afetadas e avisam que há dezenas de pessoas desaparecidas.