sicnot

Perfil

Cultura

Festival Mexefest volta em novembro a Lisboa e com Charles Bradley no cartaz

© Gary Hershorn / Reuters

O cantor soul norte-americano Charles Bradley vai atuar no festival Vodafone Mexefest, marcado para 25 e 26 de novembro, em vários espaços entre a avenida da Liberdade e a Baixa, em Lisboa, anunciou hoje a organização.

Charles Bradley, que editou o primeiro álbum apenas aos 63 anos, quando em 2011 saiu "No time for dreaming", já atuou algumas vezes em Portugal - a última das quais em 2015, em Paredes de Coura -, mas em Lisboa será uma estreia, com a formação His Extraordinaires.

O cantor tem um percurso de vida marcado pela pobreza e precariedade e a entrada oficial na música dá-se depois de ter sido descoberto pela editora Daptone Records, quando fazia uma atuações como "Black Velvet", imitando James Brown, uma das suas referências musicais.

As prestações ao vivo e o repertório soul funk convocam ainda outras figuras como Otis Redding e Al Green.

Depois da estreia discográfica, em 2011, Bradley editou "Victim of love"(2013) e "Changes", na passada primavera.

Além de Charles Bradley, o festival Mexefest anunciou ainda a presença, este ano, em Lisboa, da cantora brasileira Mallu Magalhães e do norte-americano Baio, ou seja Chris Baio, baixista dos Vampire Weeekend, que editou, em 2015, o álbum a solo "The Names".

O festival Mexefest aconteceu pela primeira vez em 2008, mas, na altura, tinha outro nome, com um conceito de apresentação de vários concertos a decorrerem em simultâneo, na zona da avenida da Liberdade, em Lisboa.

No ano passado, os concertos aconteceram, por exemplo, no cinema São Jorge, Sociedade Portuguesa de Geografia, Coliseu dos Recreios, Igreja de São Luís dos Franceses e Casa do Alentejo e na antiga piscina do Atneu Comercial de Lisboa.


Lusa

  • Paulo Macedo pede calma para o bem do banco
    1:45

    Caso CGD

    Paulo Macedo falou pela primeira vez desde que foi eleito o novo Presidente da Caixa Geral de Depósitos e, para o bem do banco público, pediu calma a todos. Passos Coelho veio dizer que a recapitalização da Caixa pode ter de ser feita no verão do próximo ano para salvaguardar o défice deste ano. Já António Costa preferiu não comentar as declarações de Passos e diz que o banco público há muito que precisava de ser recapitalizado.

  • Condutores continuam com dúvidas em como circular numa rotunda
    2:06

    País

    Circular nas rotundas continua a ser um problema para muitos condutores. Cerca de 3 mil foram multados nos últimos três anos depois da entrada em vigor do novo código, os números são avançados pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária. Os instrutores de condução dizem que a medida provoca mais confusão nas horas de ponta.

  • O que aconteceu à menina síria que relatava a guerra no Twitter?
    1:59
  • Youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Reportagem da SIC "Renegados"
    1:27

    Grande Reportagem SIC

    O youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Grande Reportagem SIC "Renegados". Desde ontem já teve 67 mil visualizações no Facebook. Imagine que ia renovar o cartão de cidadão e diziam-lhe que afinal não é português? Mesmo tendo nascido, crescido, estudado e trabalhado sempre em Portugal? Foi o que aconteceu a inúmeras pessoas que nasceram depois de 1981, quando a lei da nacionalidade foi alterada.«Renegados» é como se sentem estes filhos de uma pátria que os excluiu. Para ver, esta quarta-feira, no Jornal da Noite da SIC.

  • "A nossa guerra não deixou heróis, só vilões e vítimas"
    5:26

    Mundo

    Luaty Beirão é o rosto mais visível de um movimento de contestação ao regime angolano que começou em 2011, ano da Primavera árabe. Mas a par dos 15+2, mediatizados num processo que os condenou por lerem um livro, outros activistas arriscam diariamente a liberdade.