sicnot

Perfil

Cultura

Festival Mexefest volta em novembro a Lisboa e com Charles Bradley no cartaz

© Gary Hershorn / Reuters

O cantor soul norte-americano Charles Bradley vai atuar no festival Vodafone Mexefest, marcado para 25 e 26 de novembro, em vários espaços entre a avenida da Liberdade e a Baixa, em Lisboa, anunciou hoje a organização.

Charles Bradley, que editou o primeiro álbum apenas aos 63 anos, quando em 2011 saiu "No time for dreaming", já atuou algumas vezes em Portugal - a última das quais em 2015, em Paredes de Coura -, mas em Lisboa será uma estreia, com a formação His Extraordinaires.

O cantor tem um percurso de vida marcado pela pobreza e precariedade e a entrada oficial na música dá-se depois de ter sido descoberto pela editora Daptone Records, quando fazia uma atuações como "Black Velvet", imitando James Brown, uma das suas referências musicais.

As prestações ao vivo e o repertório soul funk convocam ainda outras figuras como Otis Redding e Al Green.

Depois da estreia discográfica, em 2011, Bradley editou "Victim of love"(2013) e "Changes", na passada primavera.

Além de Charles Bradley, o festival Mexefest anunciou ainda a presença, este ano, em Lisboa, da cantora brasileira Mallu Magalhães e do norte-americano Baio, ou seja Chris Baio, baixista dos Vampire Weeekend, que editou, em 2015, o álbum a solo "The Names".

O festival Mexefest aconteceu pela primeira vez em 2008, mas, na altura, tinha outro nome, com um conceito de apresentação de vários concertos a decorrerem em simultâneo, na zona da avenida da Liberdade, em Lisboa.

No ano passado, os concertos aconteceram, por exemplo, no cinema São Jorge, Sociedade Portuguesa de Geografia, Coliseu dos Recreios, Igreja de São Luís dos Franceses e Casa do Alentejo e na antiga piscina do Atneu Comercial de Lisboa.


Lusa

  • Morreu Miguel Beleza, antigo ministro das Finanças e governador do BdP
    1:34
  • "Estamos a ficar sem espaço. Está na hora de explorar outros sistemas solares"

    Mundo

    O físico e cientista britânico Stephen Hawking revelou alguns dos seus desejos para um novo plano de expansão espacial. Hawking está em Trondheim, na Noruega, para participar no Starmus Festival que promove a cultura científica. E foi lá que o físico admitiu que a população mundial está a ficar sem espaço na Terra e que "os únicos lugares disponíveis para irmos estão noutros planetas, noutros universos".

    SIC

  • Não posso usar calções... visto saias

    Mundo

    Perante a proibição de usar calções no emprego, um grupo de motoristas franceses adotou uma nova moda para combater o calor. Os trabalhadores decidiram trocar as calças por saias, visto que a peça de roupa é permitida no uniforme da empresa para a qual trabalham.

  • De refugiada a modelo: a história de Mari Malek

    Mundo

    Mari Malek chegou aos Estados Unidos da América quando era ainda uma criança. Chegada do Sudão do Sul, a menina era uma refugiada à procura de um futuro melhor, num país que não era o seu. Agora, anos depois, Mari Malek é modelo, DJ e atriz, e vive em Nova Iorque. Fundou uma organização sediada no país onde nasceu voltada para as crianças que passam por dificuldade, como também ela passou.