sicnot

Perfil

Cultura

Boom Festival distinguido por revista norte-americana Rolling Stone

O Boom Festival, que se realiza em Idanha-a-Nova, de 11 e 18 de agosto, foi distinguido pela revista norte-americana "Rolling Stone" como um dos "sete espetaculares acontecimentos do mundo", foi hoje anunciado.

No artigo, o festival português que se realiza de dois em dois anos, em Idanha-a-Nova, distrito de Castelo Branco, surge ao lado de eventos internacionais como Burning Man (Nevada, Estados Unidos), Symbiosis Gathering e Lightning in a Bottle (ambos na Califórnia, Estados Unidos), Envision (Costa Rica), Beloved (Oregon, Estados Unidos) e Shambhala Gathering (Canadá).

O comunicado explica ainda que este evento bienal de cultura independente que, desde 1997, se realiza em agosto, é uma referência internacional, sendo que 85% do seu público é oriundo do estrangeiro.

A revista norte-americana sublinha ainda o Boom Festival como "um regresso à vibração boémia e espiritual dos anos 60, misturada com a comida, música e performance artística fenomenais da Península Ibérica".

Além disso, realça a internacionalmente premiada política de sustentabilidade do festival e o seu programa artístico, cuja música "é decididamente mais madura" do que a que se ouve em outros festivais.

"Artes circenses, teatro de rua, malabaristas, dançarinos, exibições de filmes e uma série de outros talentos trazem a energia criativa da região para o festival", conclui a publicação.

Lusa

  • Queixas sobre comércio online dispararam em 2017

    Economia

    A Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor (Deco) recebeu 1.642 reclamações sobre compras feita pela internet em 2017, numa média de quatro queixas por dia, número que sobe para 8.538 no caso da rede social Portal da Queixa.

  • Dono de fábrica que ardeu na Anadia diz que produção não vai ser afetada
    2:04
  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Tragédia em Vila Nova da Rainha aconteceu há uma semana
    7:18
  • Doze meses de polémicas, ameaças e promessas
    3:52