sicnot

Perfil

Cultura

Boom Festival distinguido por revista norte-americana Rolling Stone

O Boom Festival, que se realiza em Idanha-a-Nova, de 11 e 18 de agosto, foi distinguido pela revista norte-americana "Rolling Stone" como um dos "sete espetaculares acontecimentos do mundo", foi hoje anunciado.

No artigo, o festival português que se realiza de dois em dois anos, em Idanha-a-Nova, distrito de Castelo Branco, surge ao lado de eventos internacionais como Burning Man (Nevada, Estados Unidos), Symbiosis Gathering e Lightning in a Bottle (ambos na Califórnia, Estados Unidos), Envision (Costa Rica), Beloved (Oregon, Estados Unidos) e Shambhala Gathering (Canadá).

O comunicado explica ainda que este evento bienal de cultura independente que, desde 1997, se realiza em agosto, é uma referência internacional, sendo que 85% do seu público é oriundo do estrangeiro.

A revista norte-americana sublinha ainda o Boom Festival como "um regresso à vibração boémia e espiritual dos anos 60, misturada com a comida, música e performance artística fenomenais da Península Ibérica".

Além disso, realça a internacionalmente premiada política de sustentabilidade do festival e o seu programa artístico, cuja música "é decididamente mais madura" do que a que se ouve em outros festivais.

"Artes circenses, teatro de rua, malabaristas, dançarinos, exibições de filmes e uma série de outros talentos trazem a energia criativa da região para o festival", conclui a publicação.

Lusa

  • Troika nem sempre protegeu os mais vulneráveis, conclui avaliação do FMI

    Economia

    O organismo de avaliação independente do FMI concluiu que as medidas aplicadas pela troika em Portugal nem sempre protegeram as pessoas com menos rendimentos, apontando que a primeira preocupação do Fundo era a redução dos défices, apurou o gabinete independente de avaliação do Fundo Monetário Internacional (FMI),

  • "A maioria das pessoas que criticou André Ventura nunca viveu esses problemas"
    3:43

    Opinião

    A polémica em torno das declarações do candidato do PSD à Câmara de Loures, André Ventura, sobre o modo de vida da etnia cigana no concelho, esteve em análise no Jornal da Noite desta segunda-feira. Miguel Sousa Tavares defende que "os problemas existem mas não podem ser generalizados". O comentador SIC considera, ainda assim, que André Ventura tem razão quando diz que "a maioria das pessoas que o criticou nunca viveu esses problemas".

    Miguel Sousa Tavares