sicnot

Perfil

Cultura

Novas tecnologias permitem ler papiros deteriorados ou carbonizados

O uso de novas tecnologias aplicadas ao estudo dos antigos papiros vai permitir ler, pela primeira vez, rolos de papiro muito deteriorados e até carbonizados, como alguns da antiga cidade romana de Herculano.

O 28º Congresso Internacional de Papirologia, que se realiza esta semana na Universidade Pompeu Fabra (UPF) de Barcelona, tem como tema central o estudo de papiros antigos.

No congresso vai ser analisado como é que a investigação da informação contida nos antigos papiros beneficia cada vez mais dos últimos progressos da ciência e da tecnologia.

Vai ser possível ler pela primeira vez rolos de papiro carbonizados da cidade romana de Herculano - soterrada pelas cinzas do vulcão Vesúvio - graças ao acelerador de partículas, e vai utilizar-se a fotografia multiespectral para ler papiros que estejam deteriorados.

Este cruzamento da papirologia com as ciências também vai ajudar no estudo da composição química e atómica dos corantes e das fibras dos suportes, algo que "permitirá conhecer a idade e a procedência dos papiros", explicou o professor da UPF e coorganizador do evento, Alberto Nodar.

Nesta edição do congresso, que conta com o apoio da Associação Internacional de Papirologia, participam cerca de 400 investigadores de todo o mundo que vão falar sobre a transcrição, tradução e interpretação dos papiros, assim como a sua restauração e preservação.

A papirologia, a ciência que estuda o uso do papiro como meio de comunicação durante as civilizações mediterrânicas antigas, conta com cerca de 500 a 600 especialistas de todo o mundo.

A cada três anos, estes especialistas trocam informações e atualizam-se sobre os papiros literários e documentais, que permitem conhecer como era a vida diária na Antiguidade, assim como novos textos, e novas tecnologias que facilitem o seu estudo, segundo explicou a papiróloga e coorganizadora do congresso, Sofia Torallas.

O congresso também contará com uma secção dedicada aos "papiros mágicos", explicou Torallas, que vai estudar os livros de introdução à magia para conhecer "como se transmitia este conhecimento da Antiguidade".

Torallas destacou que é "uma honra" poder celebrar o evento em Espanha, já que supõe o reconhecimento internacional do trabalho dos últimos 15 anos num país que, até há pouco tempo, "não tinha muita tradição académica" na papirologia.

Espanha conta com um arquivo de papiros em Madrid e dois em Barcelona, que se encontram em Montserrat e no Arquivo Histórico dos Jesuítas de Barcelona, e que contém "essencialmente documentos cristãos".

Apesar disso, até há um par de décadas não se tinha dirigido um estudo académico "nem em aulas nem em equipas de investigação", afirmou Alberto Nodar.

Depois do primeiro projeto em papirologia que o governo de 2004 promoveu, o professor da UPF considerou que ganharam "a confiança internacional", que se traduziu na eleição de Barcelona como sede deste 28º congresso.

Nodar dirigiu para além disso, um projeto de investigação que pretende reconstruir de maneira virtual a dimensão material e o conteúdo de livros e documentos escritos em papiro que formam parte do património cultural espanhol e que tem partes especialmente difíceis de decifrar por alguns rolos terem apodrecido "por destruição mecânica ou por fogo".

Os papiros, que datam do século X a.C. a X d.C, são originários do antigo Egito e encontram-se no Arquivo Histórico dos Jesuítas de Barcelona.

Lusa

  • Paulo Fonseca e Paulo Sousa fora da Liga Europa

    Liga Europa

    A segunda mão dos 16 avos-de-final da Liga Europa ficou marcada pelas eliminações de duas equipas treinadas por portugueses: a Fiorentina de Paulo Sousa e o Shakhtar Donetsk de Paulo Fonseca. Paulo Bento, no Olympiacos, e José Mourinho, no Manchester United, são os únicos técnicos lusos ainda em competição. Noutros jogos, destaque para os afastamentos do Tottenham e do Zenit. Veja aqui os resumos de todos os encontros desta noite europeia. O sorteio dos oitavos-de-final está agendado para esta sexta-feira, às 12h00, hora de Lisboa.

  • "Não preciso de ajustar contas com ninguém"
    0:49

    País

    O ex-Presidente da República insiste que José Sócrates foi desleal durante as negociações do Orçamento do Estado para 2011. Numa entrevista dada à RTP1, Cavaco Silva esclareceu ainda que não escreveu o livro de memórias para ajustar contas com o ex-primeiro-ministro.

  • Sócrates em processo judicial surpreende Cavaco
    0:18

    País

    Cavaco Silva afirmou ter ficado surpreendido com o envolvimento de José Sócrates num processo judicial. Em entrevista à RTP1 o ex-Presidente da República diz que nunca se apercebeu de qualquer "atuação legalmente menos correta" da parte de Sócrates.

  • PSD questiona funcionamento da Assembleia da República
    2:39

    Caso CGD

    O PSD e o CDS vão entregar esta sexta-feira no Parlamento o pedido para criar uma nova Comissão de Inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos. Os dois partidos reuniram-se esta quarta-feira para fechar o texto do requerimento. Durante o dia, o PSD considerou que o normal funcionamento da Assembleia da República está em causa, o que levou Ferro Rodrigues a defender-se e a garantir que está a ser imparcial.

  • Marcelo rejeita discussões menores na banca
    0:32

    Economia

    O Presidente da República avisa que não se devem introduzir querelas táticas e menores no sistema financeiro. Num encontro que reuniu publicamente Marcelo e Centeno, o Presidente diz que é preciso defender o interesse nacional.

  • Três dos planetas encontrados podem conter água e vida
    3:28
  • Túnel descoberto em cadeia brasileira tinha ligação a uma habitação
    0:44

    Mundo

    A polícia brasileira descobriu um túnel que ligava a cadeia de Porto Alegre a uma casa e serviria para libertar prisioneiros do estabelecimento. As autoridades detiveram sete homens e uma mulher no local. A construção permitiria uma fuga massiva que poderia chegar aos 200 mil fugitivos e estima-se que terá custado mais de 300 mil euros. A polícia do Rio Grande do Sul acredita, assim, ter impedido aquela que seria a maior fuga de prisioneiros de sempre no Estado brasileiro.

  • Secretário da Segurança Interna dos EUA desmente Donald Trump

    Mundo

    O Presidente norte-americano, Donald Trump, afirmou esta quinta-feira que os esforços do seu Governo para expulsar alguns imigrantes ilegais dos Estados Unidos "são uma operação militar", afirmação contrariada pelo seu secretário da Segurança Nacional no México.