sicnot

Perfil

Cultura

UHF cancelam participação na Festa do Avante

A banda UHF, liderada por António Manuel Ribeiro, cancelou a atuação prevista na Festa do Avante, que se realiza em setembro na quinta da Atalaia, no Seixal, pela "utilização distorcida do nome do grupo na divulgação do evento".

António Manuel Ribeiro, em declarações à Lusa, justificou o cancelamento por não estar a ser dado, nos cartazes de divulgação da 40.ª edição da Festa, o destaque à banda que é dado a outros nomes, ou até por estar ausente dos cartazes e nos "mupis" (paineis urbanos verticais), o que foi feito sem o conhecimento da banda.

"Quando procurámos a reparação da situação, não foi possível, por razões que me transcendem e portanto vimo-nos obrigados a cancelar, porque nós temos normas contratuais que não foram respeitadas", disse o músico à Lusa, que reconheceu que apesar de ter participado na conferência de imprensa de apresentação da Festa, não foi assinado ainda um contrato com a entidade organizadora.

António Manuel Ribeiro afirmou que participou na conferência de imprensa da Festa, realizada no passado 23 de junho, em Lisboa, na qual "o musicólogo Ruben de Carvalho destacou a participação da banda, que ia abrir, no dia 3 de setembro o palco 25 de Abril, pelas 15:00, numa maratona dos vários artistas que fazem a festa há 40 anos".

"Depois desse destaque que foi feito, olhámos para o nosso nome ou não o víamos ou tinha sido encolhido", afirmou o artista.

"A forma como nós estávamos na divulgação era uma forma menor, pois há cartazes inclusive em que nem aparece o nosso nome", sublinhou.

"Começámos em 1981, há 35 anos, no Casalinho da Ajuda, e os números oficiais dessa noite apontavam para 120.000 pessoas a cantar 'Cavalos de corrida' e "Rua do Carmo", entre outras", recorda a banda em comunicado.

A 40.ª Festa do Avante realiza-se de 2 a 4 de setembro, este ano, num espaço alargado, ao incluir, além da quinta da Atalaia, a quinta do Cabo, adquirida por subscrição interna do Partido Comunista Português (PCP), que organiza o certame, como explicou na ocasião Alexandre Araújo, do secretariado do Comité Central.

Para António Manuel Ribeiro a forma como foi tratada a divulgação "traz à banda danos patrimoniais", porque "há uma dimensão dada a alguns nomes e outra a outros nomes, sem sabermos qual é o critério".

"Se soubéssemos que era esse o critério teríamos dito que não, nós fomos confrontados com o facto consumado", acrescentou António Manuel Ribeiro.

O cartaz da 40.ª Festa do Avante inclui, entre outros, a Companhia de Teatro de Almada, o grupo de teatral A Barraca, All'Opera -- Companhia de Ópera Itinerante, Orquestra Sinfonietta de Lisboa, Coro Sinfónico Lisboa Cantat, os fadistas Ana Moura, Aldina Duarte, Bezegol & Rude Bwoy Banda, Carlão com Sam the Kid e Sara Tavares, Cristina Branco, Duarte, Danças Ocultas, Diabo na Cruz, Ferro Gaita, Jafumega, Katia Guerreiro, Miss Lava, Nuno Costa Quinteto, Onda de Sons Lusófonos, Orquestra de Jazz do Hot Clube de Portugal, Peste & Sida, Quinteto Lisboa, Ricardo Toscano Quarteto, Sérgio Godinho & Jorge Palma, Treacherous Orchestra, e os Xutos & Pontapés, além de cinema, exposições, artesanato, um espaço infantil, e vários espaços de intervenção política.

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa abre a Festa e encerra com uma intervenção política, apontada como o "rentrée" política dos comunistas.

A 1.ª edição da Festa do Avante ocorreu em 1976 na então Feira Internacional de Lisboa, à Junqueira.

Lusa

  • "Estamos vivos"
    11:41

    Reportagem Especial

    Os incêndios de 15 de outubro provocaram sete milhões de euros de prejuízos em empresas da região Norte. Castelo de Paiva foi o concelho mais atingido, o fogo destruiu várias casas e empresas que davam trabalho a cerca de 200 pessoas. Um mês depois do incêndio, a Reportagem Especial da SIC foi ver o que está a ser feito para ajudar a população.

  • Administrador recebia 420 mil € por ano quando aldeamento passava dificuldades
    4:39

    Operação Marquês

    A Caixa Geral de Depósitos tentou cortar para metade o salário do presidente do Conselho de Administração de Vale do Lobo, mas não conseguiu. Diogo Gaspar Ferreira ganhava 420 mil euros por ano, quando o empreendimento estava enterrado em dívidas. A Autoridade Tributária estima também que o arguido da Operação Marquês não tenha declarado 400 mil euros pagos pelo aldeamento.

  • Estudante português desaparecido no mar Báltico

    País

    Um jovem português de 21 anos desapareceu na segunda-feira, dia 13 de novembro, enquanto fazia uma viagem de cruzeiro entre a cidade finlandesa de Helsínquia e a capital da Suécia, Estocolmo. As autoridades locais fizeram buscas na madrugada em que Diogo Penalva caiu ao mar Báltico, por volta das duas da manhã.

  • Notas e moedas têm os dias contados?
    6:27
  • Marcelo e Costa unidos contra contagem do tempo integral de serviço dos professores
    2:45

    País

    Em menos de 24 horas, o Presidente da República e o primeiro-ministro deram publicamente sinais de que estão unidos contra a contagem de todo o tempo de serviço de professores e outros agentes do Estado para efeitos salariais. Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa disseram que essa possibilidade é uma ilusão e que o país não tem condições para voltar aos níveis anteriores à crise.

  • Político oferece 1,3 milhões por decapitação de atriz

    Mundo

    Deepika Padukone é uma das personagens principais do filme que retrata a relação entre uma rainha hindu e um governante muçulmano. O filme enfureceu um político do Governo indiano, que ofereceu 1,3 milhões de euros como recompensa a quem decapitasse a atriz. A polícia já destacou agentes para proteger a atriz, bem como a sua família.

  • Paris inaugura primeiro restaurante naturista

    Mundo

    Para entrar, é preciso retirar a roupa e apenas as mulheres podem permanecer calçadas. O primeiro restaurante naturista de Paris abriu em novembro para responder a uma necessidade em França, principal destino do mundo para os praticantes de nudismo.

  • Peru faz aparição especial na Casa Branca
    1:10

    Mundo

    Os norte-americanos estão a preparar-se para o tradicional Dia de Ação de Graças, assinalado na próxima quinta-feira. O tradicional peru fez esta terça-feira uma aparição especial na sala de conferências de imprensa, na Casa Branca, em Washington. O peru é o prato tradicional no Dia de Ação de Graças, uma data de louvor a Deus, que remonta ao século XVII e que é celebrada na quarta quinta-feira de novembro, sobretudo nos Estados Unidos da América e no Canadá.

  • Sara Sampaio brilha em Xangai
    1:50