sicnot

Perfil

Cultura

Misterioso retrato descoberto por baixo de pintura de Degas

À esquerda, a pintura de 1876. À direita, o retrato escondido durante 140 anos.

Por baixo de uma pintura do impressionista francês Edgar Degas de 1876 foi descoberta uma outra obra de arte do pintor. A identidade da retratada ainda não está determinada, havendo apenas suspeitas.

A cara de uma jovem rapariga apareceu quando cientistas australianos examinavam o quadro "Retrato de mulher", pintado em 1876, com a técnica fluorescência de raios X.

Os especialistas já suspeitavam que algo se encontrava por baixo da pintura, uma vez que o desgaste que o tempo provocou nos óleos deixava já perceber uma estranha mancha na cara da retratada.

Os raios X convencionais mostraram o esboço de uma pintura anterior, mas nada mais se podia fazer sem danificar o quadro. Com o aparelho Australian Synchrotron, um acelerador que gera raios X mais poderosos, os especialistas conseguiram espreitar para o que estava por baixo.

Raios X mostram um esboço por baixo da pintura.

Raios X mostram um esboço por baixo da pintura.

O aparelho detetou elementos metálicos nos pigmentos que Degas utilizou na primeira pintura, o que permitiu aos especialistas fazer uma reconstituição da imagem: o retrato de uma jovem com cabelo castanho-avermelhado, inacabado e que mostra que o artista tentou refazer várias vezes as feições.

Suspeita-se que a mulher retratada é uma modelo francesa Emma Dobigny, várias vezes pintada por Degas. Os curadores da National Gallery Victoria, onde o quadro está em exibição, prosseguem a investigação, mas a pintura escondida permanecerá oculta.

"Respeitamos a escolha de Degas e honramos a sua composição final", garantiu à BBC o responsável pela conservação e restauro da National Gallery Victoria, Michael Varcoe-Cocks

  • Família Aveiro na inauguração do Aeroporto Cristiano Ronaldo
    2:34

    País

    A decisão de dar o nome de Cristiano Ronaldo ao aeroporto da Madeira divide opiniões. Contudo, na cerimónia de inauguração desta quarta-feira só se ouviram aplausos. Os madeirenses juntaram-se à porta do aeroporto para ver e receber o melhor jogador do mundo. Também a família do jogador esteve na Madeira para apoiar Ronaldo.

  • A (polémica) mudança de nome do aeroporto da Madeira
    2:00

    País

    O aeroporto da Madeira é desde esta quarta-feira aeroporto Cristiano Ronaldo. O Presidente da República e o primeiro-ministro estiveram juntos na homenagem ao futebolista. A alteração não é consensual entre os madeirenses.

  • O busto de Ronaldo que virou piada no mundo inteiro
    2:04

    País

    No dia em que foi formalizado o novo nome do aeroporto da Madeira, foi também conhecido o busto em bronze de Cristiano Ronaldo e que, desde logo, começou a provocar reações em todo o mundo. As críticas da imprensa internacional não são propriamente positivas e a internet aproveitou para dar contornos humorísticos à criação.

  • Os seus descontos para a Segurança Social estão em ordem?
    7:50
    Contas Poupança

    Contas Poupança

    4ª FEIRA JORNAL DA NOITE

    Os portugueses estão cada vez mais preocupados com a reforma. O valor que se vai receber depende dos descontos que se fizerem para a Segurança Social. Mas há contabilistas que cometem burlas com o dinheiro dos clientes, há esquecimentos, e empresas que deixam de pagar as contribuições por falta de verbas. O Contas Poupança explica-lhe como pode ver neste instante se todos os seus descontos estão nos cofres da Segurança Social, e corrigir algum erro antes que seja tarde demais.

  • "Não há razão para fingirmos que hoje é um dia feliz"
    1:55

    Brexit

    Depois de receber esta quarta-feira a notificação do Brexit, o presidente do Conselho Europeu antecipou negociações difíceis. Donald Tusk diz que agora é preciso minimizar os prejuízos para os cidadãos europeus e para as empresas.

  • "Não há recuo possível"
    2:30

    Brexit

    O processo de saída do Reino Unido da União Europeia começou esta quarta-feira, com a ativação do artigo 50.º do Tratado de Lisboa. A notificação de Theresa May foi feita por carta a Donald Tusk e a primeira-ministra disse que não recuo possível. O processo de negociações levará dois anos e a saída do Reino Unido da União Europeia ficará concluída em 2019.