sicnot

Perfil

Cultura

Quando a saudade aperta, os festivaleiros mandam recados às mães

Quando a saudade aperta, os festivaleiros mandam recados às mães

Os campistas já estão no Meo Sudoeste desde sábado. O festival ainda está para durar e, por isso, as saudades de casa já apertam. Veja algumas das mensagens para as mães e famílias dos festivaleiros.

  • No Sudoeste, o dilema é entre a Praia ou o Canal
    3:35

    Cultura

    Com os concertos à noite, os festivaleiros do Meo Sudoeste confrontam-se com o dilema de como ocupar o dia. A praia da Zambujeira do Mar e o Canal da Herdade da Casa Branca são as duas opções para os campistas aliada à música e diversão.

  • Os tempos livres no MEO Sudoeste
    1:52

    Cultura

    Desde sábado que os festivaleiros começaram a chegar à zona do campismo no recinto do MEO Sudoeste. Antes que cheguem os concertos há muito para fazer para passar o tempo.

  • Sessões de cinema são novidade no Meo Sudoeste
    1:32

    Cultura

    É tempo de carregar baterias. As do corpo e as dos telemóveis. Enquanto isso, os campistas do Meo Sudoeste podem assistir a sessões de cinema em pleno recinto. A organização disponibilizou, pela primeira vez, um espaço de cinema inovador ao ar livre que, a partir das 20h30, leva vários filmes a todos os que decidem acampar durante o festival.

  • Milhares na receção ao campista no Sudoeste
    2:29

    Cultura

    O MEO Sudoeste começa sempre com a receção ao campista, uma espécie de aperitivo para os que chegam um dia antes. Mas sobretudo para animar os que já estão há vários dias a viver em tendas junto ao recinto do festival. A reçeção começou por volta das 22 horas e contou com a atuação de vários DJ no palco principal.

  • O ensaio dos Atoa no Meo Sudoeste
    4:53

    Cultura

    Os Atoa vão atuar esta noite no palco Santa Casa no Meo Sudoeste. A jovem banda de Évora tornou-se um sucesso na Internet e passam agora para os palcos dos festivais de verão. A SIC esteve em direto no ensaio da banda.

  • Captura ilegal de cavalos-marinhos na Ria Formosa
    3:02

    País

    Há cada vez menos cavalos marinhos na Ria Formosa. Cientistas da Universidade do Algarve dizem que a maior população desta espécie no mundo, que é a que existe na Ria Formosa, está ameaçada devido à captura ilegal para o mercado asiático. Dizem que, se nada for feito para travar este fenómeno, esta espécie protegida pode desaparecer em poucos anos.