sicnot

Perfil

Cultura

Festival de Curtas de Teatro do Algarve arranca esta quinta-feira em Faro

O Festival de Curtas de Teatro do Algarve, que se realiza de dois em dois anos, decorre de quinta-feira a sábado, em Faro, com sete espetáculos a percorrerem o edifício da Sociedade Recreativa Artística Farense - Os Artistas.

A terceira edição do festival, produzido pelo Laboratório de Artes e Média do Algarve (LAMA), e apoiado pelo município de Faro, vai consistir num percurso pelas salas, 'hall', pátio e palco do edifício d'Os Artistas, em que o público será guiado por um cicerone, o ator João de Brito.

No percurso, o público irá assistir a sete espetáculos com "registos completamente diferentes", que não ultrapassam os 15 minutos de duração cada, disse à agência Lusa o membro da LAMA, João de Brito.

As sessões, com duração de hora e meia, realizam-se nos três dias, às 22:00, podendo-se encontrar peças mais performativas, outras "mais convencionais", num espetáculo sem grande "aparato técnico", em que o caráter experimental está mais presente, explanou.

Grande parte dos espetáculos é da autoria de "artistas individuais", a maioria do Algarve, contando também com a presença de dois projetos de Lisboa, referiu.

Pelo festival, vai passar uma produção mais focada na performance de Miguel Ponte, a curta "O Registro", encenada por Severine Guerreiro, "Assobios e Cavalos Fantasmas", de Diogo Simão, uma adaptação livre de uma cena de "Hamlet", de Shakespeare, produzida pelo Teatro Improviso, e o monólogo "Mais do que palavras", de Clarisse Ricardo.

"Bem-vindo à América", uma produção da associação lisboeta Casa Cheia, com base na obra do dramaturgo irlandês Brian Friel, e "Nem sempre o silêncio é de ouro", do grupo farense Teatro DoisMaisUm, são os restantes espetáculos que vão passar pelo evento.

O preço de entrada é de cinco euros.

O festival começou por ser uma extensão do Curtas - Mostra de Teatro de Peças de Curta Duração, de Lisboa, tendo assumido produção própria por parte da LAMA a partir de 2014.

LAMA é uma associação cultural com sede em Faro, criada em 2010.

Lusa

  • Marco Silva vai treinar o Watford

    Desporto

    O treinador português Marco Silva assinou contrato com o Watford, da Liga Inglesa. O emblema que terminou a última Premier League na 17ª posição, a última antes dos lugares de descida, ganhou assim a corrida ao Crystal Palace e ao FC Porto, que também tentaram contratar o técnico.

  • "A maior conquista foi construir estabilidade"
    2:14

    Economia

    António Costa voltou esta sexta-feira a garantir que a partir de junho nenhum subsídio de desemprego será inferior a 421 euros por mês. O primeiro-ministro falava nas jornadas parlamentares do PS, onde afirmou que a estabilidade é a maior conquista deste Governo.

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11
  • Uma foto para a história

    Mundo

    As mulheres dos líderes mundiais que se reúnem nas cimeiras da NATO posam para a fotografia oficial das primeiras-damas. A deste ano é histórica. Pela primeira vez, há um marido de um primeiro-ministro entre as nove mulheres. Trata-se de Gauthier Destenay, casado com o líder do Luxemburgo.