sicnot

Perfil

Cultura

Festival de Curtas de Teatro do Algarve arranca esta quinta-feira em Faro

O Festival de Curtas de Teatro do Algarve, que se realiza de dois em dois anos, decorre de quinta-feira a sábado, em Faro, com sete espetáculos a percorrerem o edifício da Sociedade Recreativa Artística Farense - Os Artistas.

A terceira edição do festival, produzido pelo Laboratório de Artes e Média do Algarve (LAMA), e apoiado pelo município de Faro, vai consistir num percurso pelas salas, 'hall', pátio e palco do edifício d'Os Artistas, em que o público será guiado por um cicerone, o ator João de Brito.

No percurso, o público irá assistir a sete espetáculos com "registos completamente diferentes", que não ultrapassam os 15 minutos de duração cada, disse à agência Lusa o membro da LAMA, João de Brito.

As sessões, com duração de hora e meia, realizam-se nos três dias, às 22:00, podendo-se encontrar peças mais performativas, outras "mais convencionais", num espetáculo sem grande "aparato técnico", em que o caráter experimental está mais presente, explanou.

Grande parte dos espetáculos é da autoria de "artistas individuais", a maioria do Algarve, contando também com a presença de dois projetos de Lisboa, referiu.

Pelo festival, vai passar uma produção mais focada na performance de Miguel Ponte, a curta "O Registro", encenada por Severine Guerreiro, "Assobios e Cavalos Fantasmas", de Diogo Simão, uma adaptação livre de uma cena de "Hamlet", de Shakespeare, produzida pelo Teatro Improviso, e o monólogo "Mais do que palavras", de Clarisse Ricardo.

"Bem-vindo à América", uma produção da associação lisboeta Casa Cheia, com base na obra do dramaturgo irlandês Brian Friel, e "Nem sempre o silêncio é de ouro", do grupo farense Teatro DoisMaisUm, são os restantes espetáculos que vão passar pelo evento.

O preço de entrada é de cinco euros.

O festival começou por ser uma extensão do Curtas - Mostra de Teatro de Peças de Curta Duração, de Lisboa, tendo assumido produção própria por parte da LAMA a partir de 2014.

LAMA é uma associação cultural com sede em Faro, criada em 2010.

Lusa

  • Drone inglês evita execução do Daesh na Síria
    2:08

    Mundo

    A Força Aérea britânica divulgou esta terça-feira um vídeo que mostra um drone a parar uma execução pública que estaria prestes a acontecer às mãos do Daesh, na Síria. As imagens, apesar de cortadas pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, mostram várias pessoas na rua, uma explosão e, depois, a fuga.

  • Atrás das Câmaras em Fátima
    2:48
  • PS quer reconquistar poder em Vila Viçosa
    2:06

    Autárquicas 2017

    Ana Catarina Mendes insistiu na ideia de que o PSD escolheu um modo perigoso de fazer campanha, ao insistir nas críticas à lei da imigração. Ana Catarina Mendes, secretária-geral adjunta do PS, esteve esta quarta-feira em campanha no distrito de Évora.

  • Troca de argumentos entre Medina e Cristas marca campanha em Lisboa
    2:34

    Autárquicas 2017

    Esta quarta-feira o dia de campanha em Lisboa ficou marcado por uma troca de argumentos entre Fernando Medina e Assunção Cristas. O atual presidente da Câmara acusa a candidata do CDS de não respeitar os lisboetas por admitir que pode não exercer o cargo de vereadora até ao fim do mandato. Já Assunção Cristas garante que se for eleita cumpre o mandato até ao fim.

  • Furacão Maria já causou pelo menos nove mortes

    Mundo

    O furacão Maria já causou pelo menos nove mortos durante a sua passagem pelas Antilhas Menores, tendo baixando para uma tempestade de grau três depois de atravessar Porto Rico, segundo as autoridades.

  • Como mudar um templo com 135 anos e 2 mil toneladas... de lugar

    Mundo

    Um templo budista do século XIX é um dos mais populares em Xangai, na China. Visitado diariamente por milhares de pessoas, precisava de ser relocalizado para evitar que uma tragédia acontecesse. E mesmo pesando cerca de duas mil toneladas, a missão acabou por se provar possível.

  • Casal morre com horas de diferença depois de 75 anos de casamento

    Mundo

    George e Jean Spear morreram no passado dia 15 de setembro, no hospital de Queensway Carleton, em Ottawa (Canadá), depois de terem celebrado 75 anos de casamento em agosto. A britânica de 94 anos conheceu o candaniano em 1941, num salão de bailes, em Londres. George Spear servia as Forças Armadas durante a Segunda Guerra Mundial.

    SIC