sicnot

Perfil

Cultura

Festa do Livro no Palácio de Belém decorre entre 1 e 4 de setembro

A "Festa do Livro de Belém", promovida pela Presidência da República e a associação de editores e livreiros, decorrerá no Palácio de Belém, em Lisboa, entre 1 e 4 de setembro, com a presença prevista de mais de 40 editoras.

As datas da "Festa do Livro de Belém" foram divulgadas através da página da rede social Facebook do Museu da Presidência da República, avançando também a presença de mais de 40 chancelas editoriais.

A realização desta festa foi anunciada pelo Presidente, Marcelo Rebelo de Sousa, que é bibliófilo e coleciona livros antigos desde a adolescência, na abertura da Feira do Livro de Lisboa, no final de maio.

"A Presidência da República e a APEL (Associação Portuguesa de Editores e Livreiros) decidiram abrir as portas do Palácio de Belém e criar a Festa do Livro, que irá decorrer no início de setembro", revelou na altura Marcelo Rebelo de Sousa, explicando que os visitantes poderão passear nos jardins, mas também "contactar com livros e comprar livros".

Lusa

  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.