sicnot

Perfil

Cultura

LCD Soundsystem atuam hoje no Paredes de Coura

O festival Paredes de Coura entra hoje em pleno na sua 24.ª edição com as atenções concentradas no regresso do projeto norte-americano LCD Soundsystem, reunido este ano depois de um primeiro ponto final em 2011.

Na sequência de um primeiro dia com atuações de vários grupos portugueses, como Best Youth ou Orelha Negra, bem como o regresso a palcos nacionais de Unknown Mortal Orchestra, Paredes de Coura vai assistir hoje a concertos nos palcos Vodafone e Vodafone FM.

Assim, o palco secundário vai incluir atuações da britânica Shura (que substituiu Sharon Jones & the Dap-Kings), de Bed Legs, um novo concerto de Algiers (que estiveram no Porto há dois meses para o Primavera Sound) e Joana Serrat.

Entretanto, no palco principal vai dar-se a estreia em Portugal de Whitney, projeto que lançou o primeiro álbum - "Light Upon the Lake" -- este ano, e conta com ex-membros de Smith Westerns, um dos quais, Julien Ehrlich, ex-baterista de Unknown Mortal Orchestra.

A seguir a Ryley Walker, Paredes de Coura acolhe mais um concerto de Thee Oh Sees em Portugal, banda com novo disco, de nome "A Weird Exits", que este verão ainda vai atuar em Portugal, no primeiro dia do festival Reverence Valada.

Com Sleaford Mods ainda no elenco, que voltam a Portugal depois de terem estado no Alive do ano passado, a noite tem como principal destaque LCD Soundsystem, o projeto de James Murphy, que regressou este ano depois de cinco anos de interregno.

De acordo com a página Setlist.fm, que reúne listas de canções tocadas em concertos, a atuação do grupo a 05 de agosto arrancou com "Us v. Them", seguida de "Daft Punk is Playing At My House", terminando com "Dance Yrself Clean" e "All My Friends", numa 'setlist' semelhante à do primeiro concerto que deram este ano, em Nova Iorque, no mês de março.

No 'after-hours' vai haver uma celebração dos dez anos da Enchufada, com Branko e Rastronaut e Suuns.

A 24.ª edição de Paredes de Coura prossegue até sábado com bandas como King Gizzard & The Lizzard Wizard, The Vaccines e Capitão Fausto, entre muitas outras.

Lusa

  • Vídeo 360º: nos céus de Lisboa como nunca esteve

    País

    Três Alpha Jet da Força Aérea Portuguesa estiveram presentes sobre o Jamor, durante a final da Taça entre o Benfica e o Vitória de Guimarães. A SIC e o Expresso acompanharam a passagem das aeronaves através da colocação de câmaras 360º no cockpit de duas delas.

  • "Não podemos fazer de Lisboa uma cidade para turistas"
    2:44

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no Jornal da Noite da SIC, o mandato de Fernando Medina na Câmara de Lisboa. O comentador da SIC defendeu que o autarca tem "muitos problemas por resolver" e que a Câmara tem investido "mais na recuperação de zonas em que os lisboetas praticamente não conseguem ir". Sousa Tavares disse ainda que Lisboa não pode ser uma cidade para turistas.

    Miguel Sousa Tavares

  • "Putin é uma ameaça maior do que o Daesh"
    0:24

    Mundo

    O senador norte-americano John McCain atacou Vladimir Putin dizendo que é uma ameaça maior do que o Daesh. O antigo candidato à Casa Branca acusa a Rússia de querer destruir a democracia ao tentar manipular o resultado das presidenciais dos Estados Unidos.

  • Gelado de champanhe no centro de mais uma polémica que envolve Ivanka Trump 

    Mundo

    A filha do Presidente Donald Trump está envolvida em mais uma polémica depois de uma publicação da sua marca no Twitter durante o Memorial Day, assinalado esta segunda-feira. Feriado nacional nos Estados Unidos, criado após a Guerra Civil, a data presta homenagem aos militares americanos que morreram em combate. Um dia solene, no qual muitos acolheram mal a dica da marca da atual conselheira da Casa Branca: "Façam gelados de champanhe".

  • Morreu Yoshe Oka, a "hibakusha" que avisou o Japão sobre o ataque a Hiroshima

    Mundo

    Yoshe Oka, a primeira sobrevivente de Hiroshima que informou por telefone as autoridades japonesas sobre a destruição da cidade, em 1945, morreu com 86 anos, vítima de cancro, revelou hoje a família. A "hibakusha", nome pelo qual são conhecidos os sobreviventes dos ataques a Hiroshima e Nagasaki, sofria de doenças relacionadas com os efeitos do bombardeamento. Apesar das consequências do ataque, Oka difundiu, ao longo da vida, a experiência sobre o bombardeamento tendo participado em inúmeros atos pacifistas.