sicnot

Perfil

Cultura

Criador dos Backstreet Boys e dos NSync morreu na prisão aos 62 anos

Lou Pearlman, o produtor que lançou nos anos 90 grupos musicais como os Backstreet Boys ou os NSync, morreu na prisão, onde estava a cumprir uma pena de 25 anos por burlar investidores em 300 milhões de dólares.

O Departamento Federal das Prisões anunciou que o empresário caído em desgraça morreu na sexta-feira, aos 62 anos, não adiantando mais detalhes.

Inspirado pelo sucesso da banda de jovens New Kids on the Block, Pearlman recrutou um grupo de desconhecidos para formarem os Backstreet Boys, que atingiu o sucesso em 1996, transformando-se na banda que mais vendeu.

O grupo vendeu mais de 130 milhões de discos, segundo a sua página na internet.

Alguns elementos de outras bandas de Lou Pearlman, como Justin Timberlake (NSync) e Britney Spears, atingiram mais tarde o sucesso através de carreiras individuais.

Lou Pearlman foi condenado em 2008 por fraude e por ter enganado investidores - incluindo os amigos e a família - em mais de 300 milhões de dólares, através de esquemas em pirâmide e esquemas bancários fraudulentos ao longo de duas décadas.

O empresário estava a cumprir a pena numa prisão em Texarkana, no Texas.

Lusa

  • Será que lavar em lavandarias self-service compensa?
    8:21
  • "Não se pode voltar atrás, o povo de Deus confirmou a necessidade deste Papa"
    3:15
  • Dois em cada três portugueses vivem vidas sedentárias

    País

    Com menos de hora e meia de exercício semanal, mais de dois terços dos portugueses vivem vidas sedentárias. E a maioria desvaloriza a importância da atividade física, segundo um inquérito divulgado esta quinta-feira pela Fundação Portuguesa de Cardiologia.

  • Depois de dar a volta (de bicicleta de Lisboa a Setúbal)

    País

    Missão cumprida. A SIC foi dar uma volta de bicicleta, acompanhando a primeira etapa de uma iniciativa que pretende impulsionar o uso dos velocípedes no país. Ao longo desta quarta-feira, publicámos vários vídeos em direto na página de Facebook da SIC Notícias, que aqui reunimos, em jeito de balanço.

    Ricardo Rosa

  • Primeira dama chinesa defende avanços na igualdade

    Mundo

    A primeira dama chinesa, Peng Liyuan, defendeu os avanços da China em matéria de igualdade dos géneros. Uma rara entrevista, difundida numa altura em que feministas chinesas asseguram serem controladas pela polícia face às suas campanhas.