sicnot

Perfil

Cultura

Festivaleiros de Paredes de Coura com "sintomas gastrointestinais" já tiveram alta

O diretor da Unidade Local de Saúde do Alto Minho (ULSAM) afirmou esta segunda-feira à Lusa que "já não se encontra internado nenhum doente com sintomas gastrointestinais" proveniente do Festival de Paredes de Coura.

"Do ponto de vista médico-hospitalar, este caso está resolvido. Não há nenhum doente internado. As pessoas foram todas bem tratadas e na hora certa", disse esta segunda-feira à agência Lusa Frankelin Ramos.

No sábado passado, aquele responsável disse à Lusa que 80 pessoas tinham dado entrada nos serviços de urgência médico-cirúrgica de Viana do Castelo e nas urgências básicas de Monção e Ponte de Lima com sintomas gastrointestinais".

O responsável pela ULSAM, que integra os hospitais de Santa Luzia, em Viana do Castelo, Conde de Bertiandos em Ponte de Lima, e 13 centros de saúde espalhados pelo Alto Minho, adiantou hoje que "não se registaram complicações de saúde com os doentes que deram entrada nas urgências hospitalares".

Contactado pela agência Lusa, o diretor da Unidade Local de Saúde Pública, Luís Delgado referiu que "são ainda desconhecidas as causas que estão na origem deste caso que afetou 156 pessoas que assistiam aquele festival.

"O estudo epidemiológico ainda não está concluído", revelou, adiantando que "não se tratou de um caso de especial gravidade" apesar do número de pessoas afetadas".

"Estamos a falar de um festival de música que reúne muitas pessoas. Nesse sentido não se tratou de um caso de especial gravidade", sustentou.

No sábado, a organização do festival Vodafone Paredes de Coura anunciou em comunicado desconhecer as causas que levaram aquelas pessoas às urgências com "sintomas gastrointestinais".

"Até ao momento não foi possível estabelecer uma causa comum entre os casos, uma vez que não se verifica um padrão de idade, proveniência ou consumo de alimentos e bebidas, e os referidos sintomas são comuns a várias causas possíveis", lê-se no comunicado enviado à comunicação social.

Lusa

  • A easyJet não está a oferecer bilhetes no Facebook. Cuidado, é uma burla

    País

    Se esteve no Facebook nos últimos dias, provavelmente reparou na oferta de dois bilhetes para uma viagem da easyJet, a propósito do 22.º aniversário da companhia aérea britânica. Uma viagem para dois tinha tudo para correr bem, não fosse um esquema de burla, criado para obter os dados pessoais dos utilizadores que partilham a publicação na rede social.

  • Brasileiros procuram Portugal
    3:59

    País

    Viver em Portugal é hoje em dia um grande sonho da classe média brasileira. De acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, só em 2016, o número de vistos de residência aumentarem em mais de 30%. A língua, a segurança e a qualidade de vida são as razões apontadas para a mudança. Todos os dias, no consulado português no Rio de Janeiro, para a obtenção de vistos.

  • Big Ben em silêncio durante quatro anos
    2:15

    Mundo

    Esta segunda-feira ficou marcada pelas últimas badaladas dos famosos sinos do Big Ben, em Londres, no Reino Unido. A torre, na qual está instalada o relógio mais famoso do mundo, vai entrar em obras e os sinos só vão voltar a tocar em 2021.

  • Garrafa lançada ao mar em Rhodes recebe resposta de Gaza
    1:43

    Mundo

    A história parece de filme, mas aconteceu numa praia de Gaza. Um casal britânico lançou uma garrafa com uma mensagem ao mar, em julho, na ilha grega de Rhodes. A garrafa foi encontrada por um pescador numa praia de Gaza, que aproveitou para enviar a resposta, na qual falou sobre as restrições impostas por Israel.