sicnot

Perfil

Cultura

Plácido Domingo canta num rio da Amazónia em defesa do ambiente

​O tenor espanhol Plácido Domingo atua hoje, num palco flutuante no rio Negro, em plena Amazónia, uma organização do festival de música Rock in Rio que pretende alertar o mundo para a desflorestação e as alterações climáticas.

No concerto, na região de Manaus, atuam também a Orquestra Filarmónica e o Coro da Amazónia, além do filho do tenor, Plácido Domingo Jr., do tenor brasileiro Saulo Laucas e dos músicos, também brasileiros, Andreas Kisser e Ivete Sangalo.

Com transmissão direta pela internet, pretende a organização sensibilizar a população mundial para o problema da preservação ambiental, da desflorestação da Amazónia e das alterações climáticas.

No local estarão apenas 200 convidados, também eles numa plataforma flutuante montada no rio, mas o objetivo da vertente social do Rock in Rio é chegar a milhões de pessoas, consciencializando-as para a necessidade de "serem agentes ativos no combate às alterações climáticas através da sua própria mudança de comportamento", diz a organização.

Paralelamente, a organização do Rock in Rio pretende angariar verbas para plantar quatro milhões de árvores na Amazónia, especialmente numa das zonas mais devastadas, junto do rio Xingu. Até agora, já tem garantidas 2.890.000 árvores.

O projeto tem o apoio do Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (FUNBIO), do Instituto Socioambiental (ISA), também do Brasil, e da Conservação Internacional (uma organização internacional com sede em Washington).

A organização ambientalista portuguesa Quercus também apoia a iniciativa.

O Rock in Rio é um festival de música que começou em 1985, no Brasil, e que, desde 2004, acontece também em Portugal, Lisboa, de dois em dois anos.

Espanha, Estados Unidos e, em breve, Argentina são outros países a receber o festival.

Em 2001 o fundador do Rock in Rio, Roberto Medina, criou a vertente social do projeto, "Rock in Rio - Por um Mundo Melhor", que desde aí já investiu 24 milhões de euros em projetos sociais e ambientais. O concerto de hoje insere-se nessa vertente.

O concerto pode ser seguido, a partir das 23:30 (hora de Portugal Continental e Madeira), no site do Rock in Rio, www.rockinriolisboa.sapo.pt, ou ainda através dos endereços www.amazonialive.com e globo.com/multishow.com, no Brasil, e LiveXLive.com, a nível global.

Lusa

  • Admissão de efetivos nas Forças Armadas aquém do pedido pelas chefias
    1:42

    País

    O Ministério das Finanças autorizou a admissão de mais efetivos nas forças armadas, este ano mas a integração fica muito abaixo do número pedido pelas chefias militares. Mário Centeno só terá autorizado a integração de cerca de três mil militares em vez das cinco mil vagas propostas pelas chefias do Exército, Força Aérea e Marinha.

  • Primeiro eclipse solar 100% visível nos EUA em 38 anos
    0:40
  • Pyongyang acusa Washington de atirar "achas para a fogueira"
    1:47

    Mundo

    A Coreia do Sul e os Estados Unidos iniciaram esta segunda-feira exercícios militares conjuntos. As manobras militares procuram ensaiar respostas a uma hipotética invasão da Coreia do Norte. Pyongyang já reagiu e diz que Washington está a atirar "achas para a fogueira". 

  • "É muito importante que os EUA mostrem determinação política e militar"
    0:50

    Mundo

    Os exércitos da Coreia do Sul e dos Estados Unidos iniciaram hoje as manobras anuais numa altura marcada pela recente escalada de tensão entre Pyongyang e Washington. Para Miguel Monjardino, comentador da SIC, estes exercícios militares são encarados como uma provocação para a Coreia do Norte. Monjardino defende que é importante que os EUA mostrem determinação no atual clima de tensão nuclear.

  • China prepara-se para inaugurar comboio mais rápido do mundo
    1:08
  • Morreu o rei da comédia
    2:08

    Cultura

    Um dos grandes nomes do humor norte-americano morreu ontem, aos 91 anos. Jerry Lewis era comediante, ator, argumentista, cantor e realizador. Considerado o rei da comédia, Lewis influenciou diferentes gerações de comediantes e foi defensor de várias causas humanitárias, entre as quais a distrofia muscular.

  • A insólita entrevista de Jerry Lewis que se tornou viral
    2:39

    Cultura

    Jerry Lewis concedeu no início deste ano uma entrevista insólita que se tornou viral nas redes sociais. O comediante decidiu, pura e simplesmente, não colaborar com o entrevistado. Lewis tinha na altura 90 anos e continuava a trabalhar, tendo participado no filme "Max Rose", em 2016.