sicnot

Perfil

Cultura

Edição portuguesa de "Harry Potter e a criança amaldiçoada" sai a 24 de setembro

Reuters

A versão portuguesa do texto integral de "Harry Potter e a criança amaldiçoada", de J.K. Rowling, John Tiffany e Jack Thorne, é editada no dia 24 de setembro, anunciou hoje a Editorial Presença, que chancela a obra.

"A edição especial do guião da peça de teatro, em Portugal, tem data de publicação prevista para o próximo dia 24 de setembro, proporcionando assim a leitura da oitava história de Harry Potter a todos os fãs portugueses que não tenham a possibilidade de ver a peça, de Jack Torne, num dos palcos de Londres", lê-se no comunicado enviado à agência Lusa.

Esta é uma nova história "do mais famoso feiticeiro do mundo", Harry Potter, foi traduzida para português por Marta Fernandes e Helena Sobral, e surge dezanove anos depois da primeira aventura.

A peça, adianta a editora portuguesa, é "baseada numa história original" de J.K. Rowling, John Tiffany e Jack Thorne, e, se "foi sempre difícil ser Harry Potter, não é mais fácil agora que ele se tornou num muito atarefado funcionário do Ministério da Magia, casado e pai de três crianças em idade escolar", lê-se no mesmo comunicado.

"Enquanto Harry Potter luta com um passado que se recusa a ficar para trás, o seu filho mais novo, Albus, tem de se debater com o peso de um legado familiar que nunca desejou, e quando o passado e o presente se cruzam, pai e filho confrontam-se com uma desconfortável verdade: por vezes as trevas vêm de lugares inesperados".

J.K. Rowling é a autora da saga Harry Potter, constituída por sete volumes, publicada entre 1997 e 2007, com mais de 450 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo, presente em mais de 200 territórios e traduzida para 79 línguas, que deu origem a oito grandes produções cinematográficas.

A autora escreveu ainda três livros cujas receitas revertem a favor de instituições de solidariedade: "O Quidditch através dos tempos" e "Monstros fantásticos e onde encontrá-los", cujas vendas contribuem para a Comic Relief, associação criada pelo comediógrafo Richard Curtis e o ator Lenny Henry, para combater a fome na Etiópia, e "Os contos de Beedle, o bardo", a favor da Lumos, uma associação de proteção da infância.

Em 2012, J.K. Rowling criou a empresa de entretenimento digital e comércio eletrónico Pottermore, através da qual os fãs poderão encontrar os seus textos mais recentes e, "ao mesmo tempo", "aprofundar a sua experiência no mundo da feitiçaria".

Além desta sua colaboração em "Harry Potter e a criança amaldiçoada", J.K. Rowling estreia-se como argumentista no filme "Monstros fantásticos e onde encontrá-los", cuja estreia está prevista para novembro próximo, segundo a mesma fonte.

  • Tribunal de Contas apresentou reservas em relação ao SIRESP em 2006

    Tragédia em Pedrógão Grande

    O Tribunal de Contas avisou em 2006 que o Estado poderia sair prejudicado nos moldes em que o Sistema Integrado de Redes de Emergência e Segurança de Portugal (SIRESP) estava a ser desenhado. De acordo com a edição de hoje do Jornal de Notícias, terão sido a ausência de um concurso público, a falta de tempo para a apresentação de propostas e mexidas no caderno de encargos a motivar as reservas do tribunal.

  • Relatório pedido pelo Governo PSD-CDS já apontava falhas no SIRESP
    2:26
  • Chef russo aconselha bife tártaro aos jogadores portugueses
    1:29
  • Bispo do Mali terá contas na Suíça com 12 M€
    1:49

    Mundo

    Há uma polémica a envolver um novo cardeal da Igreja católica. Um bispo do Mali, escolhido pelo Papa para o colégio cardinalício, está a ser relacionado com contas na Suíça onde estarão depositados milhões de euros. A cerimónia que o fará cardeal está marcada para hoje.

  • Confirmada prisão dos portugueses que gravaram nome no portão de Auschwitz

    Mundo

    Dois adolescentes católicos portugueses foram condenados a um ano de prisão com pena suspensa, por terem gravado os nomes na porta da entrada principal de Auschwitz-Birkenau. O tribunal de primeira instância de Oswiecim já tinha condenado os jovens e o tribunal de Cracóvia confirmou esta quarta-feira a pena aplicada.