sicnot

Perfil

Cultura

Edição portuguesa de "Harry Potter e a criança amaldiçoada" sai a 24 de setembro

Reuters

A versão portuguesa do texto integral de "Harry Potter e a criança amaldiçoada", de J.K. Rowling, John Tiffany e Jack Thorne, é editada no dia 24 de setembro, anunciou hoje a Editorial Presença, que chancela a obra.

"A edição especial do guião da peça de teatro, em Portugal, tem data de publicação prevista para o próximo dia 24 de setembro, proporcionando assim a leitura da oitava história de Harry Potter a todos os fãs portugueses que não tenham a possibilidade de ver a peça, de Jack Torne, num dos palcos de Londres", lê-se no comunicado enviado à agência Lusa.

Esta é uma nova história "do mais famoso feiticeiro do mundo", Harry Potter, foi traduzida para português por Marta Fernandes e Helena Sobral, e surge dezanove anos depois da primeira aventura.

A peça, adianta a editora portuguesa, é "baseada numa história original" de J.K. Rowling, John Tiffany e Jack Thorne, e, se "foi sempre difícil ser Harry Potter, não é mais fácil agora que ele se tornou num muito atarefado funcionário do Ministério da Magia, casado e pai de três crianças em idade escolar", lê-se no mesmo comunicado.

"Enquanto Harry Potter luta com um passado que se recusa a ficar para trás, o seu filho mais novo, Albus, tem de se debater com o peso de um legado familiar que nunca desejou, e quando o passado e o presente se cruzam, pai e filho confrontam-se com uma desconfortável verdade: por vezes as trevas vêm de lugares inesperados".

J.K. Rowling é a autora da saga Harry Potter, constituída por sete volumes, publicada entre 1997 e 2007, com mais de 450 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo, presente em mais de 200 territórios e traduzida para 79 línguas, que deu origem a oito grandes produções cinematográficas.

A autora escreveu ainda três livros cujas receitas revertem a favor de instituições de solidariedade: "O Quidditch através dos tempos" e "Monstros fantásticos e onde encontrá-los", cujas vendas contribuem para a Comic Relief, associação criada pelo comediógrafo Richard Curtis e o ator Lenny Henry, para combater a fome na Etiópia, e "Os contos de Beedle, o bardo", a favor da Lumos, uma associação de proteção da infância.

Em 2012, J.K. Rowling criou a empresa de entretenimento digital e comércio eletrónico Pottermore, através da qual os fãs poderão encontrar os seus textos mais recentes e, "ao mesmo tempo", "aprofundar a sua experiência no mundo da feitiçaria".

Além desta sua colaboração em "Harry Potter e a criança amaldiçoada", J.K. Rowling estreia-se como argumentista no filme "Monstros fantásticos e onde encontrá-los", cuja estreia está prevista para novembro próximo, segundo a mesma fonte.

  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marcelo diz que é hora de valorizar o poder local
    0:40

    País

    O Presidente da República diz que este é o momento para valorizar o poder local. Sobre a descida da Taxa Social Única, Marcelo Rebelo de Sousa recusou comentar e negou que haja crispação politica entre Governo e oposição.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.