sicnot

Perfil

Cultura

Selena Gomez cancela digressão que incluia concerto em Lisboa

© Danny Moloshok / Reuters

A cantora e atriz norte-americana Selena Gomez cancelou a digressão europeia "The Revival Tour", que incluía um concerto em Lisboa em novembro, por motivos de saúde, anunciou esta quarta-feira a promotora Ritmos e Blues.

Num comunicado divulgado esta quarta-feira, a promotora refere que "os possuidores de bilhete para o concerto de 16 de novembro no Meo Arena poderão solicitar o reembolso do dinheiro no local de aquisição".

Na nota, é divulgada uma mensagem de Selena Gomez, na qual a cantora revela que irá "parar algum tempo".

"Descobri que a ansiedade, os ataques de pânico e a depressão podem ser alguns dos efeitos secundários da lúpus, os quais têm os seus próprios sintomas. Eu quero ser pro-ativa e focar-me na minha saúde e na minha felicidade e por isso decidi que o melhor para mim é parar durante algum tempo", escreveu a cantora.

A cantora, de 23 anos, recorda que há cerca de um ano revelou que sofre de lúpus, "uma doença que pode afetar as pessoas de variadas maneiras".

"Obrigada a todos os meus fãs pelo vosso apoio. Vocês sabem como são especiais para mim, mas eu tenho que encarar isto de cabeça erguida e garantir que estou a fazer todos os possíveis para ser o melhor de mim. Sei que não estou sozinha e espero que, ao partilhar isto, outros se sintam encorajados em encarar os seus próprios problemas", referiu.

"The Revival Tour" serviria para apresentar "Revival", o mais recente trabalho da cantora, editado no ano passado e "que vendeu quase sete milhões de cópias e mais de 22 milhões de singles em todo o mundo".

A cantora atuou pela primeira vez em Portugal em setembro de 2013, no Campo Pequeno, em Lisboa.

Lusa

  • Selena Gomez atua em novembro em Lisboa

    Cultura

    A cantora e atriz norte-americana Selena Gomez atua a 16 de novembro no Meo Arena, em Lisboa, encerrando assim a digressão europeia "The Revival Tour", que arranca em outubro em Helsínquia, anunciou hoje a promotora Ritmos e Blues.

  • 2,1%. As reações ao défice de 2016

    Economia

    O défice orçamental ficou mesmo nos 2,1% do PIB. Os partidos já reagiram àquele que é o valor mais baixo em democracia.

  • Comboios Alfa vão ter bancos com tomadas elétricas e wi-fi
    2:06
  • Novas imagens dos momentos após Khalid Masood ter embatido no muro do Parlamento britânico
    1:35
  • Nus e acorrentados em frente a Auschwitz

    Mundo

    Catorze pessoas com idades entre os 20 e os 27 anos despiram-se e acorrentaram-se em frente ao portão de Auschwitz, antigo campo de concetração nazi na Polónia, depois de terem degolado um carneiro. Ninguém sabe ainda porquê.

  • A coleção de gerigonças de Ana Catarina Mendes
    1:51
  • Parlamento português pede demissão de Dijsselbloem

    País

    A Assembleia da República foi hoje unânime na condenação das polémicas declarações do presidente do Eurogrupo, mas recusou um ponto pela rejeição de diversos compromissos com a União Europeia (UE) exigida pelo PCP.

  • Probido fumar na praia? Não-fumadores aplaudem ideia
    1:33
  • Viaduto de Alcântara condicionado
    1:36

    País

    O viaduto de Alcântara, em Lisboa, continua com o trânsito condicionado mas apenas sobre o tabuleiro e no sentido Alcântara Terra - Alcântara Mar. A circulação só será reposta depois de uma nova vistoria, ainda sem data marcada.

  • Como se resolve a falta de espaço numa cidade chinesa?
    1:07