sicnot

Perfil

Cultura

Eagles of Death Metal atuam hoje em Lisboa

O grupo norte-americano Eagles of Death Metal atua hoje, no Coliseu de Lisboa, para cumprir o concerto agendado para dezembro passado, no âmbito da digressão europeia, interrompida com os ataques terroristas de 13 de novembro, em Paris.

Os Eagles of Death Metal, que atuavam na casa de espetáculos Bataclan, alvo de ataque, retomaram a digressão em fevereiro, em Estocolmo, na Suécia, com a atuação em Lisboa marcada para 05 de março, mas uma lesão na mão do fundador da banda, Jesse Hughes, levou a nova suspensão do calendário.

No dia 13 de novembro de 2015, o grupo atuava no Bataclan, em Paris, perante cerca de 1.500 espectadores, quando um comando do Daesh entrou na sala de espetáculos e abriu fogo indiscriminadamente, matando 90 pessoas, entre as quais o agente comercial da banda, Nick Alexander, e três membros da produtora.

No início de dezembro, cerca de um mês após os atentados, os músicos do grupo de rock norte-americano regressaram a Paris e depositaram uma coroa de flores em frente à sala de espetáculos Bataclan, para homenagear os 90 mortos no ataque terrorista.

A banda também atuou num dos concertos que os U2 deram então na capital francesa.

Os atentados de 13 de novembro do ano passado, em Paris, foram reivindicados pelo grupo terrorista, Daesh, e causaram 130 mortos e mais de 350 feridos.

Lusa

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.