sicnot

Perfil

Cultura

Filme "Tábuas com História" sábado no Los Angeles Brazilian Film Festival

O filme português "Tábuas com História", que conta a história do Teatraço, grupo de teatro de Tabuaço, distrito de Viseu, que foi selecionado para competir no Los Angeles Brazilian Film Festival (LABRFF), na categoria de cinema internacional.

Filmado entre o Porto e Viseu, na zona do Douro, ao longo de 2015, a longa-metragem de ficção inspira-se em factos reais, foi realizada por Marcantonio del Carlo, de acordo com um comunicado de imprensa.

No sítio 'online' do festival LABRFF, que vai decorrer em Los Angeles, de 16 a 20 de setembro, "Tábuas com História" surge inserido na secção "International Feature Films -- Competition", a par dos filmes "Maverick: Caçada no Brasil, do realizador Emiliano Ruschell, e "Verses At Work", de Lucas Mendes, e tem estreia no sábado, às 19:15 locais, no auditório da Los Angeles Film School.

O filme, que começou por ser um documentário e acabou por ser transformado numa longa-metragem de ficção, narra a luta daquele grupo de teatro de Tabuaço, orientado por um ator/dentista brasileiro, contra um político que quer derrubar o antigo teatro da vila.

"Tábuas com História" pretende ainda mostrar a beleza da região do Douro vinhateiro e das populações, que se orgulham das suas tradições e herança histórica.

O guião, realização e produção são de Marcantonio del Carlo, a direção de fotografia e de produção, de Miguel Mendes de Carvalho, e edição de Tiago Guedes.

No elenco estão Marta Nunes, Beto Coville e os atores do Teatraço Grupo de Teatro de Tabuaço Bruno Silva, Diaquino Soares, Filomena Resende, Liliana Cardoso, Manuela Martins, Rui Araújo, Cláudia Martins, Maria José Carvalho, Carolina Silva, Mariana Silva, Leandro Gonçalves, Marlene Rodrigues e Paula Baltazar

Financiado pela Câmara Municipal de Tabuaço, o filme tem produção da Mshow, Teatraço Grupo De Teatro De Tabuaço, e figuração da população local.

Lusa

  • Morte de portuguesa no Luxemburgo afinal não aconteceu

    País

    A morte de uma portuguesa em Bettembourg, no sul do Luxemburgo, não terá acontecido. O Jornal do Luxemburgo avançou, esta manhã, que a emigrante portuguesa tinha sido baleada mortamente pelo filho, uma informação entretanto desmentida por outro jornal online. Segundo o Bom Dia Luxemburgo, o que aconteceu foi afinal uma rusga policial.

  • Estamos quase na hora de verão

    País

    Esta madrugada muda a hora. Quando for 1h00, os relógios adiantam para as 2h00. Será uma noite com menos tempo de sono, mas os dias vão ficar mais longos com o chamado horário de verão.

  • Hora do Planeta, apagam-se as luzes para despertar consciências
    2:19
  • Divorciados vão poder dividir filhos no IRS 

    Economia

    Os divorciados vão passar a poder dividir os filhos no IRS (imposto sobre o rendimento singular) e o Governo está a estudar soluções para que em 2018 haja um novo sistema para lidar com a guarda conjunta de filhos.

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Ataques aéreos dos EUA em Mossul podem ter causado a morte de 200 civis
    1:22
  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.

  • Quando o cancro chega por mero acaso
    1:55

    Mundo

    Cerca de dois terços das mutações que ocorrem nas células cancerígenas devem-se ao acaso, segundo um estudo da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos. Em Portugal, o Diretor do Programa Nacional Doenças Oncológicas alerta para a importância de um diagnóstico precoce e um estilo de vida saudável como forma de reduzir a fatalidade.