sicnot

Perfil

Cultura

Cotillard rejeita envolvimento com Pitt e anuncia gravidez

Marion Cotillard, a atriz que se dizia poder estar a ter um caso com Brad Pitt, anunciou que está grávida e que não teve qualquer envolvimento com o ator, agora em processo de separação. Perante a agitação mediática que a notícia do divórcio causou, o advogado de Angelina Jolie divulgou uma segunda declaração na qual alegou "o interesse da família" e voltou a pedir respeito pela privacidade.

© Mario Anzuoni / Reuters

A notícia foi conhecida esta terça-feira e desde então é um dos temas dominantes da atualidade. A popularidade do casal, Brangelina como eram conhecidos, atrai muitos curiosos para o acompanhamento do caso. A atriz e realizadora veio manifestar publicamente, através do seu advogado, o seu incómodo com a perseguição mediática.

"Angelina fará sempre o que for melhor para a sua família. Ela agradece que todos compreendam a sua necessidade de privacidade nesta fase da sua vida", afirmou Geyer Kosinski.

Durante meses o casal foi associado a rumores de divórcio. Casados há dois anos e juntos há 12, Angelina Jolie e Brad Pitt têm 6 filhos e a guarda dos menores pode ser um dos motivos de divergência.

Uma das informações que se seguiu à divulgação do pedido de divórico, apontava Marion Cotillard como a possível causa da separação. Segundo o The New York Post, Angelina tinha contratado um detetive para investigar se Brad Pitt estava a ter um caso com a atriz francesa.

© Gary Hershorn / Reuters

"Esta será a minha primeira e única declaração sobre o assunto", declarou Cotillard num post publicado esta quarta-feira no Instagram, no qual anuncia que está gravida e que não tem nenhum relacionamento amoroso com Brad Pitt. Cotillard afirma também a estabilidade da relação que mantém com o ator Guillaume Canet há vários anos. O casal já tem um rapaz de 5 anos e espera agora um segundo filho.

Cotillard conquistou o óscar de melhor atriz em 2008 pelo desempenho de Edith Piaf em "La Vie en Rose". Cotillard e Pitt contracenam no recente filme "Allied", que estreia no final do ano em Portugal.

  • "Estou muito triste, mas o mais importante é o bem-estar dos nossos filhos"
    1:46

    Cultura

    Angelina Jolie e Brad Pitt vão divorciar-se. A atriz e realizadora pediu o divórcio, depois de 12 anos de vida em comum. Brad Pitt reagiu ao pedido de divórcio depois da confirmação do advogado de Angelina Jolie. "Estou muito triste, mas o mais importante é o bem-estar dos nossos filhos", escreveu Brad Pitt num comunicado enviado à revista People. O ator pede ainda "privacidade para a família".

  • Angelina Jolie pede divórcio a Brad Pitt

    Cultura

    A atriz Angelina Jolie pediu o divórcio a Brad Pitt após dois anos de casamento e 12 juntos, confirma o advogado de Jolie. Na origem da decisão parecem estar "diferenças irreconciliáveis", nomeadamente a respeito da educação dos filhos.

  • Costa desvaloriza ameaça e mantém planos de visita a Angola
    2:27

    Economia

    O governo angolano reagiu duramente à acusação do Ministério público portugues contra o vice-presidente de Angola. Luanda diz que a acusação é um sério ataque à República de Angola que pode perturbar as relações entre os dois paises. António Costa desvaloriza a ameaça e mantém os planos de uma visita a Angola na primavera.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas.

  • Luaty Beirão agredido em manifestação em Luanda
    1:27

    Mundo

    Luanda tem sido palco de várias manifestações contra a forma como está a decorrer o processo eleitoral em Angola. Esta sexta-feira, uma dessas manifestações acabou em confrontos com as autoridades. Entre os manifestantes estava o ativista Luaty Beirão.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.