sicnot

Perfil

Cultura

Orquestra Metropolitana de Lisboa abre a temporada com Artur Pizarro

A Orquestra Metropolitana de Lisboa (OML) abre a temporada de 2016/17 no próximo domingo em Lisboa, com concertos constituído por obras de Ana Seara, Sergei Prokofiev e Ludwig van Beethoven.

O concerto de abertura da temporada está agendado para as 19:00 no Centro Cultural de Belém (CCB), sob a direção do maestro Pedro Amaral, e sendo solista o pianista Artur Pizarro.

De Ana Seara será interpretada a peça "Le foncé ciel de la nuit glacée", de Prokofiev, o Concerto para Piano e Orquestra N.º 3, de Beethoven, a Sinfonia N.º 5.

A temporada da OML volta a assentar em três eixos centrados na música Barroca, na Clássica e na Sinfónica.

Cada um dos eixos apresenta-se num espaço concreto em Lisboa: a Temporada Barroca, no Palácio Foz, a Clássica, no Teatro Thalia, e a Sinfónica, no CCB, a par de outros projetos como o Ateliê de Ópera, que tem tido "uma procura cada vez maior", como afirmou Pedro Amaral, diretor artístico da Metropolitana, na apresentação da programação em junho último.

Pedro Amaral, que é o diretor artístico e pedagógico da Metropolitana, destacou também a interpretação da Integral das Sinfonias de Beethoven, que é apresentada em outubro, no Centro Cultural Olga Cadaval, em Sintra.

O maestro realçou "o exercício de fôlego" da orquestra, para executar este projeto, sob a sua direção, e, segundo informação da OML, a última oportunidade de escutar a integral, em quatro dias seguidos, em Portugal, ocorreu em 1973, nos Coliseu dos Recreios, em Lisboa, pela Royal Philharmonic Orchestra, sob a batuta de Yuri Ahronovich.

A temporada barroca decorre de novembro próximo a junho de 2017 e, dos nove concertos previstos, Amaral destacou a integral dos concertos para Dois Cravos, de Bach, com os cravistas Aapo Hakkinen e Marcos Magalhães, o concerto de Páscoa, com o Coro Voces Caelestes, que inclui no programa duas cantatas de Bach, e o da OML, sob a direção de Marcos Magalhães, que inclui peças de Lully, Rebel e Rameau.

Da Temporada Clássica, Amaral realçou a integral dos concertos para Violino de Mozart, em janeiro de 2017, em que serão solistas quatro alunos da Metropolitana, todos do professor Aníbal Lima, que celebra 50 anos de carreira, "e que, desta forma, é homenageado". Os solistas são Vítor Vieira, Juan Maggiorani, Ana Pereira e José Teixeira.

Desta temporada, destaca-se ainda a estreia da peça de Sérgio Azevedo, "Giochi di ucceli" ("Jogos dos pássaros", em tradução literal), para flauta e orquestra, com Nuno Silva como solista.

A Temporada Sinfónica totaliza sete concertos.

Artur Pizarro é o artista associado da temporada e professor convidado na Academia da Metropolitana e participará também no concerto que encerra a temporada, em junho de 2017, com "O piano de Liszt", em que irá tocar, num piano do compositor, os dois concertos deste para piano e orquestra, com a OML, sob a batuta de Adrian Leaper.

A OML tem previsto concertos com os fadistas Camané e Ricardo Ribeiro. O criador de "Sei de um rio" atua no Teatro Municipal S. Luiz, em março próximo, "num projeto muito especial", adiantou Pedro Amaral, e Ricardo Ribeiro estreia, em novembro, a "Toada de Portalegre", de José Régio, numa composição do libanês Rabih Abou-Khalil, com a OML sob a direção de Jan Wierza.

Lusa

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.