sicnot

Perfil

Cultura

Polícia recupera em Nápoles obras de Van Gogh roubadas em 2002

A polícia italiana recuperou dois quadros de Van Gogh roubados em dezembro de 2002 do Museu Van Gogh, em Amesterdão. As pinturas foram encontradas em Nápoles, tinham sido retiradas das molduras, mas continuam em "razoável estado de conservação".

De acordo com as autoridades italianas, as obras estavam em poder da máfia napolitana, integrando um acervo avaliado em milhões de euros.

A operação que conduziu à localização das pinturas resulta de "uma investigação contínua e em grande escala do Ministério Público italiano, conduzida pela equipa especializada da Guardia di Finanza, que investigava o crime organizado", informou o Museu Van Gogh.

Vincent van Gogh, View of the Sea at Scheveningen, 1882

Vincent van Gogh, View of the Sea at Scheveningen, 1882

Van Gogh Museum

O roubo dos dois quadros do pintor holandês, consideradas obras primas de valor incalculável, levantou acesa polémica sobre a segurança nos principais museus do Mundo. Os ladrões usaram uma escada para subir ao telhado do edifício e por aí aceder à principal sala de exposições, onde se encontravam os quadros.

Especialistas não conseguem explicar o modo como conseguiram chegar às pinturas, retirá-las das paredes, sem ser detetados pelos infravermelhos ou pelos guardas que vigiavam o edifício nessa noite de 6 para 7 de dezembro de 2002. Um mistério que continua por desvendar e que poderá vir a inspirar escritores e cineastas.

Vincent van Gogh, Congregation Leaving the Reformed Church in Nuenen, 1884 - 1885

Vincent van Gogh, Congregation Leaving the Reformed Church in Nuenen, 1884 - 1885

Van Gogh Museum

Nenhuma das obras tinha seguro e ambas pertenciam ao governo de Amesterdão, estando à guarda do museu. Dois cidadãos holandeses foram detidos pela autoria do assalto, mas sempre rejeitaram qualquer envolvimento.

  • Trocar a economia pela dança
    7:21
  • O que faz um guaxinim às duas da manhã num quartel de bombeiros?

    Mundo

    Os animais são muitas vezes os protagonistas de histórias incríveis ou até insólitas. Desde o cão mais pequeno ao urso mais assustador. Desta vez, o principal interveniente é um guaxinim, que foi levado até um quartel de bombeiros por uma dona muito preocupada. Porquê? O animal estava sob o efeito de drogas.

    SIC

  • "Por vezes até as princesas da Disney ficam apavoradas"

    Mundo

    A atriz norte-americana Patti Murin foi esta semana elogiada nas redes sociais por se preocupar com a sua saúde mental e não ter problemas em falar sobre o assunto. A artista faltou a um espetáculo da Disney, onde ia atuar, devido a um ataque de ansiedade.

    SIC