sicnot

Perfil

Cultura

Polícia recupera em Nápoles obras de Van Gogh roubadas em 2002

A polícia italiana recuperou dois quadros de Van Gogh roubados em dezembro de 2002 do Museu Van Gogh, em Amesterdão. As pinturas foram encontradas em Nápoles, tinham sido retiradas das molduras, mas continuam em "razoável estado de conservação".

De acordo com as autoridades italianas, as obras estavam em poder da máfia napolitana, integrando um acervo avaliado em milhões de euros.

A operação que conduziu à localização das pinturas resulta de "uma investigação contínua e em grande escala do Ministério Público italiano, conduzida pela equipa especializada da Guardia di Finanza, que investigava o crime organizado", informou o Museu Van Gogh.

Vincent van Gogh, View of the Sea at Scheveningen, 1882

Vincent van Gogh, View of the Sea at Scheveningen, 1882

Van Gogh Museum

O roubo dos dois quadros do pintor holandês, consideradas obras primas de valor incalculável, levantou acesa polémica sobre a segurança nos principais museus do Mundo. Os ladrões usaram uma escada para subir ao telhado do edifício e por aí aceder à principal sala de exposições, onde se encontravam os quadros.

Especialistas não conseguem explicar o modo como conseguiram chegar às pinturas, retirá-las das paredes, sem ser detetados pelos infravermelhos ou pelos guardas que vigiavam o edifício nessa noite de 6 para 7 de dezembro de 2002. Um mistério que continua por desvendar e que poderá vir a inspirar escritores e cineastas.

Vincent van Gogh, Congregation Leaving the Reformed Church in Nuenen, 1884 - 1885

Vincent van Gogh, Congregation Leaving the Reformed Church in Nuenen, 1884 - 1885

Van Gogh Museum

Nenhuma das obras tinha seguro e ambas pertenciam ao governo de Amesterdão, estando à guarda do museu. Dois cidadãos holandeses foram detidos pela autoria do assalto, mas sempre rejeitaram qualquer envolvimento.

  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi eleito pelo círculo de Braga. Agora, vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Pode estar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Pedro Dias recusou mostrar caligrafia
    2:29

    País

    Pedro Dias forneceu esta segunda-feira ADN aos peritos do laboratório da polícia científica. O suspeito dos crimes de Aguiar da Beira também foi intimado a entregar amostras da própria caligrafia, mas recusou fazê-lo.

  • Autoridades italianas prosseguem buscas por desaparecidos em avalancha
    0:54
  • "O México não acredita em muros"
    0:45

    Mundo

    Em resposta a Donald Trump, o Presidente mexicano diz que o país não acredita em muros, mas em pontes. Enrique Peña Nieto diz ainda que o México vai procurar dialogar com os Estados Unidos sem confrontos, mas também sem submissão.

  • Carolina do Mónaco celebra o 60.º aniversário
    2:13

    Mundo

    Carolina do Mónaco celebra esta segunda-feira o 60.º aniversário. Em 60 anos, foi criança mediática, jovem rebelde e, agora, matriarca sem ser rainha. Carolina do Mónaco nunca saiu das revistas, por ser filha de Grace Kelly e Rainier do Mónaco, por ter somado namorados pouco recomendáveis para princesas, por ter perdido o pai dos seus filhos num terrível acidente.

  • Ator morre baleado durante gravações de videoclip na Austrália

    Mundo

    Um ator morreu depois de ter sido baleado durante as gravações de um videoclip da banda Bliss n Eso, na cidade australiana de Brisbane. A vítima foi identificada como Johann Ofner, de 28 anos. O homem chegou a receber a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.