sicnot

Perfil

Cultura

Ana Moura participa em tributo a Prince dia 13 nos Estados Unidos

A cantora portuguesa Ana Moura vai participar num espectáculo internacional de tributo ao músico norte-americano Prince no dia 13 em St. Paul, Minneapolis, nos Estados Unidos, revelou hoje a editora.

Seis meses depois da morte de Prince, a família do músico organiza esta homenagem com a presença ainda de artistas próximos do compositor e produtor, como Ana Moura, com quem privou e atuou em diferentes ocasiões em Portugal.

Stevie Wonder, Christina Aguilera, Chaka Khan, Anita Baker, John Mayer e os músicos da New Power Generation 3rdeyegirl - as duas bandas fundadas por Prince -, são outros artistas que integrarão o espectáculo "Prince - The Official Tribute", no Xcel Energy Center, em St. Paul, Minneapolis.

O espectáculo acontecerá numa altura em que a casa e o estúdio de Prince, conhecidos como Paisley Park, em Chanhassen (Minesota), abrem portas ao público para visitas guiadas.

Prince morreu a 21 de abril, aos 57 anos, em consequência de uma overdose de analgésicos opióides, tendo sido encontrado sem vida em Paisley Park, a propriedade que integra a casa e estúdio de gravação que construiu.

A intenção é que Paisley Park se transforme numa espécie de museu, já que poderão ainda ser vistos centenas de objetos dos arquivos pessoais do músico, como instrumentos, prémios e vestuário.

Por causa da participação no tributo no dia 13, Ana Moura remarcou o concerto que tinha agendado naquele dia para o teatro José Lúcio da Silva, em Leiria, para o dia 19.

Lusa

  • Turistas chegam a esperar 2 horas no controlo de passaporte do Aeroporto de Lisboa
    2:35

    País

    Chegar ao Aeroporto de Lisboa pode ser uma dor de cabeça para centenas de passageiros. A espera para o controlo de passaporte chegou a ultrapassar as duas horas nos meses de fevereiro e março. Manuela Niza, do Sindicato dos Funcionários do Serviços de Estrangeiros e Fronteiras, diz que têm sido contratados inspetores que depois são desviados para outros serviços.

  • Hasta pública de madeira ardida rendeu 2,85 milhões de euros

    País

    Mais de meia centena de lotes de madeira ardida proveniente de matas nacionais e perímetros florestais geridos pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) foram esta quinta-feira vendidos por 2,85 milhões de euros, numa hasta pública em Viseu.

  • "Dinheiro gasto em contentores dava para construir outro hospital" no Porto
    1:40

    País

    A bastonária dos Enfermeiros pede uma investigação aos contratos de contentores no Hospital de São João, no Porto. Ana Rita Cavaco diz que os "milhares de euros" já gastos na contratação e manutenção dos contentores da Pediatria e outros serviços do centro Hospitalar de São João davam para construir um novo hospital. E levanta ainda a suspeita sobre a empresa contratada.