sicnot

Perfil

Cultura

The Gift estarão em 2017 no festival South By Southwest, nos EUA

O grupo português The Gift vai atuar em março no festival South By Southwest (SXSW), em Austin, Texas, nos Estados Unidos. A organização do festival anunciou esta quarta-feira a primeira lista de 150 artistas de 26 países que vão atuar no festival, entre os dias 13 e 19 de março. Lá estará a banda de Alcobaça, que prevê a edição de novo álbum, precisamente em 2017.

Criado em 1987, o SXSW é conhecido por acolher durante escassos dias milhares de músicos, promotores, editores, 'managers', em torno da indústria musical e das artes visuais.

A par das centenas de concertos em simultâneo em vários locais de Austin, de salas de espectáculos a cafés, o SXSW é um festival focado sobretudo nos profissionais do mercado discográfico, da organização de festivais e concertos. Tem ainda conferências e exibições de cinema.

Nos últimos anos, têm sido vários os artistas portugueses que já atuaram no SXSW, entre as quais Holy Nothing, Paus, You Can't Win Charlie Brown, David Fonseca e The Legendary Tigerman.

Ainda sem título e data concreta de edição, sabe-se que o novo álbum dos The Gift tem produção e participação do músico e produtor inglês Brian Eno.

Foi divulgada a música e vídeo de "Love without violins".

O grupo formou-se em Alcobaça em 1994, e dele fazem parte Nuno Gonçalves, John Gonçalves, Sónia Tavares e Miguel Ribeiro. Editaram os registos "Digital Atmosphere" (1997), "Vinyl" (1998), "Film" (2001), "AM-FM" (2004), "Explode" (2011) e "Primavera" (2012).

Lusa

  • Madonna diz que América nunca desceu tão baixo
    2:12

    Mundo

    No mundo artístico, foram várias as vozes que se levantaram contra Trump, entre elas Madonna. A cantora disse esta quinta-feira em Nova Iorque, a propósito do dia da tomada de posse, que nunca a América desceu tão baixo. Já o ator Matthew McConaughey - que está em Londres - garantiu que não ia perder a cerimónia pela televisão.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Videoclipe mostra mulheres a fazer tudo o que é proibido na Arábia Saudita
    1:55

    Mundo

    Um grupo de mulheres canta, dança e faz outras coisas proibidas na Arábia Saudita como forma de protesto. O vídeo é uma crítica social à forma como as mulheres islâmicas são tratadas pelos maridos. Na letra constam frases como "Faz com que os homens desapareçam da terra" e "Eles provocam-nos doenças psicológicas". A ideia partiu de um homem, Majed al-Esa e já conta com 5 milhões de visualizações.

    Patrícia Almeida