sicnot

Perfil

Cultura

Nobel de Literatura é anunciado hoje

O Prémio Nobel de Literatura é revelado hoje às 12:00 pela Real Academia Sueca, em Estocolmo. O anúncio do premiado é este ano feito um pouco mais tarde do que o calendário habitual.

Atribuído pela primeira vez em 1901, ao francês Sully Prudhomme, o Nobel da Literatura, um dos mais mediáticos ao lado do Nobel da Paz, é sempre anunciado a uma quinta-feira, normalmente na primeira semana de outubro, na mesma semana em que outros quatro galardões criados por Alfred Nobel.

Mas por razões de calendário, o galardão para a área da Literatura é este ano o último a ser anunciado.

O escritor japonês Haruki Murakami é um dos nomes que reúne maior cotação nas previsões. O poeta sírio Adonis e o escritor queniano Ngugi wa Thiong'o também são citados ao lado de autores americanos mundialmente reconhecidos como Don DeLillo, Philip Roth e Joyce Carol Oates.

Outros nomes frequentemente referenciados são o do português António Lobo Antunes e do britânico Salman Rushdie, mas também o do albanês Ismail Kadaré, do israelita David Grossman, do francês Milan Kundera e o dramaturgo norueguês Jon Fosse.

Em 2015, a bielorussa Svetlana Alexievitch foi laureada com o Nobel da Literatura.

José Saramago recebeu o Prémio Nobel de Literatura em 1998.

Os prémios Nobel nasceram da vontade do químico, engenheiro e industrial sueco Alfred Nobel (1833-1896) em doar a sua imensa fortuna para o reconhecimento de personalidades que prestassem serviços à humanidade.

O inventor da dinamite expôs este desejo num testamento redigido em Paris em 1895, um ano antes da sua morte. Os prémios foram atribuídos pela primeira vez em 1901.

Lusa

  • Passos acusa Governo de "sacudir água do capote"

    País

    O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, acusou este sábado o Governo de "sacudir a água do capote" para não assumir a responsabilidade pelo que está a ser decidido, usando uma política de comunicação que considerou ser um "embuste".

  • Quase 200 polícias solidários com agentes acusados
    2:29

    País

    Perto de 200 polícias manifestaram-se este sábado na sede da PSP em Alfragide, em solidariedade com os 18 agentes acusados no processo Cova da Moura. O Sindicato Nacional de Polícia associou-se ao protesto e diz existir um aproveitamento político do caso.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.