sicnot

Perfil

Cultura

Chuck Berry lança primeiro álbum desde 1979

A lenda do rock and roll norte-americano, Chuck Berry, anunciou nas redes sociais o lançamento do seu primeiro álbum desde 1979. "Chuck" será lançado em 2017 e pretende celebrar o 90º aniversário do músico, celebrado esta terça-feira.

Patrick Semansky

As canções inéditas são escritas e produzidas pelo artista e serão editadas sob a chancela da Dualtone Records. O trabalho é dedicado a Themetta, a mulher com quem Chuck Berry é casado há 68 anos.

De acordo com a revista "Rolling Stone", o músico gravou o 20º álbum de estúdio com a sua banda de apoio, onde estão incluídos os filhos Charles Berry Jr. e Ingrid Berry, para além do baixista Jimmy Marsala, que tocou com Berry durante 40 anos, o pianista Robert Lohr e o baterista Keith Robinson.

Chuck Berry é conhecido por clássicos do rock como "Maybelline" e "Johnny B. Goode". O seu último álbum,"Rock it", tinha sido lançado há 38 anos.

Capa do novo álbum de Chuck Berry

Capa do novo álbum de Chuck Berry

  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marcelo diz que é hora de valorizar o poder local
    0:40

    País

    O Presidente da República diz que este é o momento para valorizar o poder local. Sobre a descida da Taxa Social Única, Marcelo Rebelo de Sousa recusou comentar e negou que haja crispação politica entre Governo e oposição.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.