sicnot

Perfil

Cultura

Sofia Neto entre os 200 melhores ilustradores do mundo

A ilustradora portuguesa Sofia Neto foi incluída na publicação austríaca "Lürzer's Archive -- 200 melhores ilustradores do mundo", com o cartaz que criou para o primeiro Figueira Film Art -- Festival de Cinema da Figueira da Foz, em 2014.

No sítio ´online´ da revista de publicidade, com sede em Viena, surge a ilustração criada por Sofia Neto para o cartaz, com um marinheiro a usar uma câmara de filmar dirigida a um mar azul ondulante.

A Lürzer's Archive apresenta campanhas publicitárias para impressão e televisão de todo o mundo, e desde 2004 distingue anualmente os melhores ilustradores de design gráfico, com base em milhares de candidaturas.

A ilustração de Sofia Neto vai ser exibida no XVIII Salão Internacional de Arte Contemporânea, no Caroussel du Louvre, em Paris, entre sexta-feira e domingo, segundo a Magenta -- Associação dos Artistas pela Arte, da qual é associada.

Natural de Coimbra, e a residir na Figueira da Foz, Sofia Neto é licenciada em Arquitetura pela Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto, e concluiu recentemente o curso de Interactive Art Director na Escola Hyper Island, em Estocolmo, na Suécia.

Trabalha atualmente como ´freelancer´ na área da ilustração e design.

Lusa

  • Os números das eleições francesas
    0:50

    Eleições França 2017

    Os resultados definitivos mostram que Emmanuel Macron obteve 24% dos votos, na primeira volta das eleições francesas. Ficou quase três pontos à frente de Marine Le Pen, que conseguiu 21,3%. Os números oficiais, publicados pelo Ministério do Interior, dão ainda conta da taxa de abstenção: 22,2%, um ligeiro aumento face à primeira volta das presidenciais de 2012.

  • Estarão os portugueses a consumir vitamina D em excesso? 
    6:44
  • Investigadores criam nanovacina contra diferentes cancros

    Mundo

    Investigadores da Universidade do Texas, nos Estados Unidos, desenvolveram uma nanovacina (vacina administrada através de partículas microscópicas) contra diferentes cancros, como o da pele, do cólon e do reto, numa experiência com ratos, revela um estudo publicado esta segunda-feira.