sicnot

Perfil

Cultura

Coliseu de Lisboa transforma-se em arena de combate musical

O Coliseu de Lisboa será o palco, na quinta-feira, de um combate musical, inédito, entre quatro equipas de músicos portugueses e, no final, o vencedor será escolhido pelo público.

No Coliseu estarão montados quatro palcos para o Red Bull Music Academy Culture Clash, que consiste na atuação de quatro equipas de artistas, que atuarão uns contra os outros. As equipas mais aplaudidas superam várias etapas até uma delas ser declarada vencedora.

Uma das equipas é "Club Atlas", liderada pelo músico e produtor Branko e que conta com Carlão, Riot e Kalaf, dos Buraka Som Sistema, e de Fred Ferreira e Pongolove. Outra é "Moullinex Live Machine", liderada pelo músico e produtor Luís Clara Gomes (Moullinex) e inclui Xinobi, Da Chick e The Legendary Tigerman.

Haverá ainda a equipa "Matilha", liderada por DJ Ride, com Jimmy P e os MGDRV, e o coletivo "Batida + Kambas e o Próprio Kota!", que fará a ponte entre Portugal e Angola com Batida, Bonga, DJ Satélite, Karlon e os bailarinos André Cabral, Gonçalo Cabral e Bernardino Tavares.

O Red Bull Music Academy Culture Clash já aconteceu noutras cidades, como Londres, Nova Iorque, Toronto e Milão, e é a primeira vez que chega a Lisboa.

A Red Bull Academy é uma estrutura internacional fundada em 1998, uma comunidade formada por produtores, músicos, DJ, pessoas ligadas à música eletrónica e contemporânea de todo o mundo, que se juntam anualmente numa cidade, para organizar 'workshops', laboratórios de música, encontros e atuações.

Lusa

  • Outros casos de fuga de prisões portuguesas
    2:58

    País

    Nos últimos cinco anos, 52 reclusos fugiram de cadeias portuguesas, mas foram todos recapturados. Entre 1999 e 2009, fugiram oito reclusos da prisão de Caxias. Em 2005, um homem condenado a 21 anos de prisão fugiu de Coimbra, viajando por França e pela Polónia. Manuel Simões acabou por ser detido no regresso a Portugal.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.